sábado, 26 de março de 2016

(Superliga) Funvic/Taubaté leva a melhor sobre Brasil Kirin e abre 1 a 0

Pelo primeiro jogo da semifinal da Superliga 2015/2016, a Funvic/Taubaté derrotou o Brasil Kirin por 3 sets a 1, parciais de 25/19, 25/17, 20/25 e 25/20, no ginásio Abaeté, abrindo assim 1 a 0 na serie. Agora, o time do Vale do Paraíba joga por uma vitória na próxima sexta-feira, às 21h, no ginásio do Taquaral, para ir a decisão. Já a equipe de Campinas precisa vencer para forçar um terceiro confronto, novamente no interior paulista.

A partida começou com o ataque de Lucarelli pela entrada inaugurando o placar em favor dos donos da casa. Lucas Lóh marcou com um ace e fez o time visitante encostar no marcador, 3 a 2. Com Otávio pelo meio o Taubaté aumentou a diferença, 9 a 6. O cubano Sanchez acertou a paralela pela saída e fez 13 a 7 para os anfitriões. Com saque forçado de Taubaté, o Brasil Kirin ficou com dificuldade no passe e na virada de bola. No bloqueio de Sanchez sobre Lucas Lóh a diferença aumentou para dez pontos, 19/9. O time visitante reagiu e diminuiu a distância com o contra-ataque de Piá, 20/13. Os visitantes tentaram a reação, mas no erro de saque do adversário o Taubaté fechou em 25 a 19.

Assim como na parcial anterior o Taubaté forçou o saque e conseguiu desequilibrar a virada de bola adversária. Com o contra-ataque de Lipe os donos da casa abriram 5 a 2. Otávio atacou com velocidade pelo meio e deixou o time da casa com 13 a 10 no marcador. O bloqueio de Deivid sobre Piá deixou os anfitriões mais próximos de vencer o set, 18 a 13. Lipe bloqueou o ataque de Michael duas vezes seguidas, 22 a 15. O Funvic/Taubaté fechou o set com ataque rápido pelo meio com Otávio: 25 a 17.

Precisando vencer para manter-se vivo no jogo o Brasil Kirin começou melhor que nos sets anteriores, no entanto o time da casa conseguiu chegar na frente do placar na parada técnica, 8 a 7. Os visitantes reagiram e abriram vantagem com o ataque de Maurício pelo meio, 10 a 12. O bom saque de Piá aumentou a diferença em favor dos visitantes, 16 a 19. A equipe campineira levou o set após o erro de ataque de Lucarelli, 20 a 25.

O quarto set começou mais equilibrado que os anteriores, mas os donos da casa começaram com vantagem na virada de bola. Com Sanchez na saída, 4 a 3 para o Taubaté. O ponteiro Lipe fez a diferença com dois pontos seguidos, deixando o time da casa com dois pontos de vantagem, 11 a 9. Sanchez atacou na diagonal pela saída e aumentou a vantagem para os anfitriões, 16 a 11. Lucarelli acertou o contra-ataque e fez 20 a 16 para o time da casa. No erro de saque do oposto Wallace o Taubaté encerrou o set em 25 a 19.

“A equipe jogou muito unida o tempo todo. Olhávamos um para o outro e independente do que acontecia estávamos muito confiantes. Não conseguimos fechar o terceiro set, mas voltamos para o jogo dispostos a nos ajudar, então equilibramos novamente a partida. Isso mostra que quando estamos muito unidos é difícil brigar com a gente. É emocionante pensar que demos um importante passo para buscar uma vaga na final”, declarou o ponteiro Lipe.

“Como a semana foi muito longa conseguimos treinar bastante. Acredito que isso aumentou a confiança da equipe. Sabíamos que se fizéssemos o nosso máximo o resultado poderia vir. Nos dois primeiros sets começamos muito bem, o que deu mais confiança para nós e tirou a do adversário. O nosso foco é sempre começar muito bem o set, para não correr riscos no final. Sabemos da qualidade do time de Campinas, e precisaremos jogar muito mais lá para conseguirmos vencer novamente e fechar a série”, avaliou o ponteiro Lucarelli.

Equipes:


Funvic/Taubaté: Raphael, Sanchez, Lucarelli, Lipe, Otávio, Deivid e Felipe (líbero)
entraram: Japa, Pedro e Léozão
técnico: Cézar Douglas

Brasil Kirin: González, Wallace, Lucas Lóh, Piá, Luizinho, Maurício Souza e Thiago Brendle (líbero)
entraram: Jotinha, Michael, Ceará e Vini
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Rafinha Oliveira/Funvic Taubaté

Nenhum comentário:

Postar um comentário