sábado, 5 de março de 2016

(Superliga) Em jogo equilibrado, líder Sada/Cruzeiro vence Brasil Kirin

No encerramento da 9ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Sada/Cruzeiro derrotou o Brasil Kirin por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 23/25, 25/17 e 25/23, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 51 pontos consolidando sua liderança, enquanto o time de Campinas parou nos 38 pontos e continua a 3ª colocação da tabela.

Com dois erros do adversário, o Sada Cruzeiro abriu 2 a 0. O time mineiro manteve o ritmo forte e, quando abriu 6 a 1, Alexandre Stanzioni, pediu tempo. O time de Campinas passou a pontuar, mas, utilizando bem o central Isac, a equipe da casa fez 7 a 3. Em grande passagem de Lucas Lóh pelo saque, o Brasil Kirin chegou ao empate: 8 a 8. O Sada/Cruzeiro tinha um de vantagem em 15 a 14. Depois, em bom saque de Filipe, o time mineiro abriu três (17 a 14). O Brasil Kirin reduziu a diferença, mas o Sada/Cruzeiro voltou a abrir em 19 a 15, forçando o time visitante a parar o jogo. No final, com Wallace, 25 a 21.

Vini abriu o placar do segundo set para o Brasil Kirin. O time campineiro esteve na frente em 3 a 2. Com Leal, o Sada/Cruzeiro chegou ao empate em 5 a 5. O time mineiro passou a pontuar mais. No toque na rede do Brasil Kirin, o placar foi para 11 a 8 e Stanzioni pediu tempo. O Sada/Cruzeiro comandou o set em 16 a 13. No contra-ataque de Lucas Lóh, o Brasil Kirin demonstrou boa recuperação e assumiu o comando do placar: 18 a 17. O set seguiu bastante equilibrado. No erro do adversário, o Brasil Kirin fez 21 a 20. No ace de Lucas Lóh, 23 a 21. No final, com Wallace, o Brasil Kirin fechou em 25 a 23.

Com Michael, o time paulista saiu na frente no terceiro set. Maurício pontuou para o Brasil Kirin e o placar ficou igual em 4 a 4. No ace de Wallace, o Sada/Cruzeiro fez 6 a 4. A vantagem mineira também era de dois pontos em 8 a 6. Com Wallace, o time mineiro abriu quatro de vantagem em 14 a 10. O Sada Cruzeiro contou com grande parcial de Wallace, que levou o placar a 18 a 15. Contando com erros do time paulista, o Cruzeiro chegou a abrir seis: 22 a 16. No bloqueio de Fernandinho, 25 a 17.

O Brasil Kirin saiu na frente no quarto set. No bloqueio individual de Piá, a equipe fez 4 a 2. No contra-ataque de Michael, o time visitante fez 6 a 3. Com Lucas Lóh em uma diagonal curte, o time visitante chegou a 9 a 7. O Sada Cruzeiro buscou e deixou tudo igual em 9 a 9. Depois de grande defesa de Tiago Brendle, o Brasil Kirin pontuou e fez 13 a 12. Em um ataque potente de Leal, o placar ficou igual: 16 a 16. No ace de Lucas Lóh, 18 a 17 para o time paulista. No bloqueio de Winters, o Sada colocou dois de vantagem (20 a 18). Com ponto de saque de Vini, o Brasil Kirin voltou a deixar o marcador igual: 20 a 20. Na sequência, foi a vez do ace de Isac (22/20). Com Leal, o Sada/Cruzeiro chegou ao ponto do jogo em 24 a 22. Lóh ainda marcou 24/23. Mas, Leal marcou 25 a 23.

“A gente sabia que ia ser um pouco mais complicado. Eu e o Leal voltando de contusão, o William realmente sentiu, está com um problema de saúde. Mas nós superamos muito bem. O Cachopa jogou bem e isso mostra a força do nosso time. Mesmo nos momentos de dificuldade o nosso time ainda sabe se superar e hoje conseguimos mais uma importante vitória”, disse o ponteiro Filipe.

“A responsabilidade sempre é grande, ter que assumir um time do tamanho do Sada Cruzeiro, ter que fazer o time andar. Ainda mais que não treinei nos últimos dias, pois joguei os dois jogos da Superliga B e voltei hoje de São Paulo. Fica mais complicado fazer o acerto de bola, tempo de bola, mas eu acho que eu tentei dar o máximo técnica e taticamente e isso foi um ponto positivo”, analisou o levantador Fernando Cachopa.

“Vamos enfrentar o time de Juiz de Fora e vai ser uma partida importantíssima para o nosso grupo. Temos a possibilidade de ficar na terceira colocação e é isso que vamos buscar”, disse o ponteiro Lucas Lóh.

Neste sábado, às 21h30min, o Sada/Cruzeiro recebe o Sesi-SP, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 14h45min, o Brasil Kirin enfrenta o Juiz de Fora, no ginásio da UFJF.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Wallace, Éder, Isac, Filipe, Leal e Serginho (líbero)
entraram: Alan e Winters
técnico: Marcelo Mendez

Brasil Kirin: Gonzalez, Michael, Vini, Maurício, Piá, Lucas Lóh e Tiago Bredle (líbero)
entraram: Wallace, Jotinha e Luizinho
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Renato Araujo/SadaDivulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário