quinta-feira, 10 de março de 2016

(Superliga) De virada, Brasil Kirin passa pelo Sesi-SP e entra forte nos playoffs

Em meio a uma bonita festa em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o Brasil Kirin derrotou o Sesi-SP, de virada, por 3 sets a 1, parciais de 22/25; 25/16; 25/21 e 25/22, no ginásio Taquaral, pela última rodada da fase classificatória da Superliga 2015/2016. O resultado apenas consolidou a 3ª colocação do time de Campinas, com 44 pontos, enquanto a equipe paulistana ficou o 4º lugar, com 37 pontos.

O duelo começou equilibrado, com os dois times trocando pontos e forçando saque. Os paulistanos, no entanto, erraram menos e conseguiram abrir dois pontos de vantagem (8 a 6). A pequena diferença se estendeu durante boa parte da parcial, com o Sesi-SP fazendo 13 a 16 na segunda parada técnica. Com direito a bloqueio de Luizinho, o Brasil Kirin foi buscar o empate (17 a 17), porém os visitantes, na sequência, encaixaram dois bons contra-ataques e com um ace definiram o primeiro set em 22 a 25.

No segundo set, o Brasil Kirin impôs seu jogo e conseguiu mostrar superioridade desde o inicio, fazendo 8 a 3 na primeira parada técnica. Com destaque para Luizinho, os donos da casa não perderam o embalo e mostraram grande consistência no sistema defensivo, fazendo 16 a 9 no segundo tempo técnico. Gonzalez comandou bem a distribuição dos contra-ataques e ajudou a ampliar o placar, sendo que após belo rally, o time de Campinas fechou em 25 a 16. 

No terceiro set, o Sesi-SP começou melhor e abriu 0 a 4, porém o Brasil Kirin se recuperou e com destaque para o ponteiro Olteanu, viraram para 8 a 7 na primeira parada técnica. Na sequência, o camisa 9 continuava em noite inspirada, ajudando o time de Campinas a fazer 16 a 13. Ele seguiu como principal alvo de Gonzalez e comandou o ataque. Em bloqueio, o time da casa levou a terceira parcial: 25 a 21.

No quarto set, o time campineiro manteve o ritmo e não encontrou dificuldades, fazendo 8 a 5 na primeira parada técnica. O Brasil Kirin anotou aces com Lucas Lóh, Luizinho e Maurício Souza, chegando a 16 a 12 na segunda parada técnica. Na reta final, os donos da casa permitiram uma pequena reação do adversário, mas a vantagem conquistada durante toda parcial foi suficiente para garantir a vitória após fechar em 25 a 22.

“Foi um bom teste e uma mostra do que teremos pela frente. O time se comportou bem, conseguiu aproveitar as chances que teve e mostrou força. Tivemos algumas quedas em alguns pontos do jogo, mas fica a lição. Sabemos que daqui para frente isto não pode se repetir”, comentou o técnico Alexandre Stanzioni.

Equipes:

Brasil Kirin:
Gonzalez, Wallace, Piá, Olteanu, Luizinho, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Jotinha, Michael e Lucas Lóh
técnico: Alexandre Stanzioni

Sesi-SP: Thiaguinho, Théo, Gustavão, Riad, Douglas, Thiago Alves e Serginho (líbero)
entraram: Vinhedo, Rafael Araujo, Murilo, Aracaju, Johan e Alisson
técnico: Marcos Pacheco

foto: Gabriel Inamine/Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário