sexta-feira, 18 de março de 2016

(Superliga B) M.V. Selmer/Caramuru/Castro e Sesi-SP/Juvenil jogam pelo título

M. V. Selmer/Caramuru/Castro e Sesi-SP/Juvenil se enfrentam nesta sexta-feira, às 20h15min, no ginásio Padre José Pagnacco, interior do Paraná, pelo título da Superliga B. Melhor campanha da fase classificatória, o time paranaense ganhou o direito de fazer a decisão em casa, porém a vaga na Superliga 2016/2017 já está garantida, pois o adversário já tem um representante na elite nacional.

“Nosso time surpreendeu todo mundo nesta Superliga B. Pouca gente acreditava que seríamos capazes, mas, com muito trabalho e dedicação, chegamos à final. Nosso objetivo é sermos campeões, até para não ouvir que só subimos pelo Sesi não poder”, disse o técnico Fabio Sampaio.

O M.V. Selmer/Caramuru/Castro chega credenciado por ter sido o melhor time da fase de classificação, com cinco vitórias e apenas uma derrota. Nas quartas de final, despachou o Uberlândia/Gabarito por 2 vitórias a 1 na melhor de três partidas, resultado que repetiu diante do Botafogo nas semifinais. 

“O momento é de pés no chão. Com calma vamos avaliar o que faremos para a Superliga, se vamos ter uma comissão técnica mais experiente. A realidade entre as duas divisões é bem distinta”, afirmou o treinador do time paranaense, que destaca o líbero Mendel, o ponteiro Siba e o levantador Edgar como principais nomes destaques da equipe.

Do lado do Sesi-SP/Juvenil, a confiança é a mesma. A equipe paulista evoluiu muito em relação à primeira fase, na qual terminou com três vitórias e três derrotas. Nas quartas de final, passou pela UPIS por 2 vitórias a 0, resultado que repetiu contra o São Bernardo nas semifinais. O elenco é jovem e tem como missão principal revelar talentos para o time profissional. Para ter uma ideia, o jogador mais velho do Sesi é o oposto Alan, de 21 anos. O mais novo é o ponteiro Daniel, que só completará 18 anos em junho.

“O time cresceu durante a competição. Tivemos muitos altos e baixos, mas estamos focados para conquistar o título. O grupo é jovem, nossa prioridade é revelar jogadores para o time principal, e é muito gratificante ver a evolução deles”, disse o técnico Gerson Amorim, que destaca o oposto Alan, o levantador Jonatan e o ponteiro Gabriel Vaccari como jogadores prontos para o time principal.

“Jogar com a torcida contra faz parte da formação destes atletas. Nas quartas de final e na semifinal decidimos sempre fora de casa e levamos a melhor. O grupo já se acostumou”, finaliza Gersinho.

foto: Diego Pereira/FPV

Nenhum comentário:

Postar um comentário