sábado, 27 de fevereiro de 2016

(Superliga) Sada/Cruzeiro vence Funvic/Taubaté e se consolida na liderança

Na abertura da 8ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Sada/Cruzeiro derrotou a Funvic/Taubaté por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 22/25, 28/26 e 25/17, no ginásio do Abaeté. Com o resultado, a equipe mineira se consolida na liderança, com 48 pontos, ou seja, cinco a mais que o time do Vale do Paraíba, que permanece na 2ª colocação da tabela.

A Funvic/Taubaté abriu o placar do jogo no erro do adversário. O time da casa marcou mais um no bloqueio de Deivid. Wallace marcou o primeiro do Sada Cruzeiro. O jogo teve um início equilibrado (6 a 5). Depois de grande saque de Lipe, Raphael encontrou Lucarelli bem posicionado e o Taubaté abriu dois (8 a 6). No ponto de saque de Filipe, o Sada empatou em 8 a 8. No bloqueio de Deivid, o time paulista voltou a abrir vantagem (11 a 9). O Funvic/Taubaté fez 16 a 14. O Sada mais uma vez buscou e deixou tudo igual (17 a 17). De novo, o time da casa abriu dois em 19 a 17. E, no bloqueio de Leal, mas um empate: 20 a 20. O time mineiro, então, passou a frente e, com Leal, fez 22 a 20. A parte final do set seguiu equilibrada e, com Wallace, o time cruzeirense fechou em 25 a 22.

O segundo set começou da mesma forma, com equilíbrio entre as duas equipes. No ace de Otávio, o Funvic/Taubaté fez 5 a 3. O Sada/Cruzeiro buscou e, no bloqueio de Éder, deixou tudo igual no placar: 6 a 6. O time da casa voltou a abrir em 9 a 7. Com Otávio, o Taubaté fez 11 a 9. O Sada/Cruzeiro empatou novamente em 13 pontos. No ponto de saque de Lucarelli, o Funvic/Taubaté chegou a 17 a 14. Otávio pontuou e o time da casa fez 20 a 18. No ataque de Wallace, o Sada/Cruzeiro encostou em 21 a 20. Com Deivid bem no bloqueio e ajudando a equipe da casa, o placar chegou a 24 a 21. No final, com Lipe, o Funvic/Taubaté fechou em 25 a 22.

O terceiro set teve um início um pouco melhor para o Sada Cruzeiro, que eu fiz 5 a 3. O Funvic/Taubaté chegou e deixou tudo igual em 6 a 6. No bloqueio de Otávio, o time da casa fez 10 a 9. Depois de uma bola bastante disputada, Isac bloqueou e o time mineiro fez 12 a 11. Os donos da casa, então, reagiram e, bem no saque, assumiram o comando do marcador em 14 a 12. Com dois pontos de saque seguidos de Otávio, o Funvic fez 16 a 12. O time paulista assegurou os quatro pontos de vantagem em 18 a 14. A partida foi paralisada por falta de energia e, na volta, o Sada Cruzeiro reduziu a vantagem adversária (19 a 17). O Taubaté voltou a pontuar bem (22 a 18). O time mineiro reagiu e, com Filipe, encostou em 23 a 22. No final, muito equilíbrio. No erro do Taubaté, 24 a 24. Com Wallace, o Sada fechou em 28 a 26.

O empate logo no começo do set em 3 a 3 demonstrou mais equilíbrio no jogo. Na sequência, com Otávio, o Funvic/Taubaté abriu três: 6 a 3. O Sada/Cruzeiro buscou e deixou tudo igual em 6 a 6 e na sequência abriu dois em 9 a 7. Em grande saque de Isac, o Sada fez 11 a 8. No bloqueio de Deivid, o Taubaté encostou em 11 a 10. Contando com erros do adversário, o time cruzeirense fez 13 a 11 e Cezar Douglas pediu tempo. A conversa fez efeito e o Funvic/Taubaté empatou em 13 a 13. A partir deste momento, o Sada/Cruzeiro abriu boa vantagem e colocou seis de diferença em 21 a 15. O placar ainda foi a 22 a 15. No final, 25 a 17 para o Sada/Cruzeiro.

“Tivemos uma reação fantástica no terceiro set, com o grupo trabalhando forte para reverter aquele placar adverso. É mesmo coisa de time campeão. E o grupo todo fez uma boa partida, com Wallace muito bem no ataque e o Winters também entrou muito bem substituindo o Leal. Tivemos um desgaste físico e emocional grande com o Sul-Americano e o grupo voltou à Superliga como se nada tivesse acontecido. Isso mostra um amadurecimento muito grande”, destacou o treinador Marcelo Mendez.

“O fundamental hoje foi o nosso time estar fechado. Perdemos o Leal (torção no tornozelo), mas o Winters entrou muito bem e mostrou que o nosso grupo é completo, mantendo o nível do time mesmo com troca de jogadores. A torcida deles sempre empurra muito o time, mas nós entramos bem focados para que isso não interferisse”, explicou o oposto Wallace.

“A parada com a falta de luz (no terceiro set) foi um acontecimento que, sem dúvida, nos atrapalhou. Estávamos com quatro pontos na frente e não conseguimos manter. De qualquer forma, tivemos oportunidades de fechar o set e de vencer o jogo e não soubemos aproveitá-las. Foi uma pena”, disse o ponteiro Lucarelli.

Na próxima quinta-feira, às 21h30min, o Sada/Cruzeiro volta a quadra para enfrentar o Brasil Kirin, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 20h, a Funvic/Taubaté encara o Lebes/Gedore/Canoas, no ginásio La Salle.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Leal, Filipe, Isac, Éder e Serginho (líbero)
entraram: Fernando Cachopa, Alan e Winters
técnico: Marcelo Mendez

Funvic/Taubaté: Rapha, Sanchez, Lucarelli, Lipe, Otávio, Deivid e Felipe (líbero)
entraram: Japa, Leozão, Pedro e Ialisson
técnico: Cézar Douglas

foto: Rafinha Oliveira/Funvic Taubaté

Nenhum comentário:

Postar um comentário