sábado, 20 de fevereiro de 2016

(Superliga) Brasil Kirin vence Copel Telecom/Maringá e se firma no G-4

Em partida atrasada da 1ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, Brasil Kirin derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 0, parciais de 25/20; 25/19 e 26/24, no ginásio Chico Neto. Com o resultado, a equipe de Campinas chegou aos 33 pontos, mantendo assim a 4ª posição, enquanto o time paranaense permanece na 10ª colocação, com 17 pontos, fora da zona dos playoffs.

Os donos da casa aproveitaram o calor da torcida e foram para a primeira parada técnica na frente (8 a 5). O time campineiro, no entanto, teve paciência no sistema defensivo, aproveitou contra-ataques e foi buscar o empate (11 a 11). O Brasil Kirin manteve o ritmo e logo assumiu o controle da partida, indo para o segundo tempo técnico na frente: 16 a 14. Na reta final, o bloqueio campineiro foi destaque, segurando o ataque do Copel Telecom/Maringá três vezes seguidas e abriu caminho para a vitória do time de Campinas no primeiro set: 25 a 20. 

O bloqueio campineiro novamente fez a diferença na segunda parcial (cinco pontos na parcial). Logo no início, Maurício Souza segurou o adversário três vezes consecutivas e deu tranquilidade para o Brasil Kirin. A vantagem que era de quatro pontos após a primeira técnica (8 a 4), foi crescendo com o bom desempenho do levantador Gonzalez, que colocou todo ataque para trabalhar, sem dar chances para os donos da casa reagirem. Os paranaenses esboçaram uma reação com o oposto Luan no saque, mas o time campineiro venceu por 25 a 19. 

O terceiro set foi bem mais equilibrado. Os donos da casa foram para o tudo ou nada e impuseram dificuldades ao time campineiro, trocando pontos e revezando na frente do marcador. Em meio a igualdade, o oposto Wallace chamou a responsabilidade e comandou o ataque do Brasil Kirin, virando bolas em momentos decisivos. Na inversão, Michael manteve o alto nível no ataque e deixou os visitantes em situação confortável (22 a 21). Copel Telecom/Maringá, contudo, foi valente e vendeu caro a derrota, salvando match point. Piá conseguiu bloqueio em momento decisivo e em duas jogadas pelo meio com Vini, os campineiros fecharam em 26 a 24.

“Cada ponto perdido nessa reta final deixa a gente mais longe. Se tivéssemos ganho, ficaríamos em uma condição um pouco melhor. Ainda temos alguns confrontos diretos e nossa cabeça continua com o pensamento de encarar cada jogo como uma final”, afirmou o ponteiro Thiago Sens.

Na próxima quinta-feira, às 20h, o Brasil Kirin recebe o Voleisul/Paquetá Esportes, no ginásio do Taquaral. No mesmo dia e horário, o Copel Telecom/Maringá encara o Montes Claros, no ginásio Tancredo Neves.

Equipes:

Copel Telecom/Maringá:
Thiago Gelinski, Luan, Ualas, Exoce, Thiago Sens, Fukuzawa e Rogerinho (líbero)
entraram: Guilherme Gentil, Deivid, Edinho, Elder e Alemão
técnico: Horacio Dileo

Brasil Kirin: Gonzalez, Wallace, Piá, Olteanu, Luizinho, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Vini, Jotinha, Michael e Ygor Ceará
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Leandro Lacar

Nenhum comentário:

Postar um comentário