sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

(Superliga) Brasil Kirin passa pelo Voleisul/Paquetá Esportes no Taquaral

No encerramento da 7ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Brasil Kirin derrotou o Voleisul/Paquetá Esportes por 3 sets a 0, parciais de 25/20; 25/17 e 25/21, no ginásio do Taquaral. Com o resultado, o time de Campinas chegou aos 36 pontos e segue na 4ª posição, bem perto do Sesi-SP (37 pontos e um jogo a mais). Já a equipe gaúcha parou nos 16 pontos e permanece no 11º lugar.

O Brasil Kirin começou em ritmo forte, com direito a ace de Luizinho, e foi para a primeira parada técnica na frente (8 a 5). O bloqueio campineiro, mesmo sem conseguir colocar a bola no chão, foi minando a moral do ataque adversário e permitiu boas oportunidades de contra-ataque, que não foram desperdiçadas pelos atacantes, especialmente os ponteiros Piá e Olteanu, que combinaram para nove pontos na parcial. Desta forma, o ponto que decidiu a parcial para os donos da casa não poderia sair de outro lugar senão a entrada de rede: 25 a 20. 

Na segunda parcial, o time campineiro não relaxou e seguiu criando suas próprias chances para pontuar. Assim como no primeiro set, o saque funcionou muito bem, principalmente em passagem de Wallace, que anotou ace, levando o time campineiro em vantagem para a parada técnica (8 a 5). O oposto foi decisivo. Além de ser importante na virada de bola, ele também contribuiu com dois pontos de bloqueio. O ataque mandante seguiu trabalhando com perfeição e não deu chances para qualquer reação adversária, fechando em 25 a 17 após virada de bola de Piá.

O terceiro set foi um pouco mais complicado para o Brasil Kirin. Os gaúchos foram para o tudo ou nada, arriscaram e equilibraram a partida em alguns momentos. O time campineiro, no entanto, cresceu nos momentos importantes. Quando a parcial estava empatada em 16 a 16, a equipe da casa rodou bola pela saída com Wallace e, em seguida, Vini bloqueou jogada pelo meio, retomando a vantagem (18 a 16). Na inversão do 5-1, os donos da casa não deixaram o ritmo cair e fecharam o jogo e o terceiro set sem problemas, por 25 a 21. 

“Fizemos uma partida muito consistente, tivemos alguns vacilos no terceiro set, o que é normal para o nível que jogamos. Saio muito contente pelo nosso desempenho e pelo que foi apresentado. Tornamos o jogo tranquilo porque impusemos o ritmo e erramos pouco. Agora é não deixar cair e dar sequência ao trabalho”, comentou o técnico Alexandre Stanzioni.

“Eles tiveram muito mérito, fizeram uma partida de alto nível (...) Mesmo com a derrota conseguimos diminuir o número de erros. Queremos agora fazer um bom jogo para pontuar contra o Sesi-SP”, afirmou o treinador Reinaldo Bacilieri.

O Brasil Kirin volta às quadras contra Bento Vôlei/Isabela, na próxima segunda-feira, às 18h30min, novamente no ginásio do Taquaral. Já o Voleisul/Paquetá Esporte pega o Sesi-SP, neste sábado, às 20h, no ginásio da Vila Lepoldina.

Equipes:

Brasil Kirin: Gonzalez, Wallace, Olteanu, Piá, Luizinho, Vini e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Michael, Jotinha e Maurício Souza
técnico: Alexandre Stanzioni

Voleisul/Paquetá Esportes: Rafinha, Franco, Samuel, Tiago Mão, Acácio, Robinho e Thales (líbero)
entraram: Bob, Jonatas, Nicolas e Composto
técnico: Reinaldo Bacilieri

foto: João Neto/Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário