quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

(Superliga B) O que esperar das quartas de final?

Após a realização da última rodada da fase classificatória ficaram definidos os confrontos das quartas de final da Superliga B. No próximo dia 21, ou seja, já no sábado, iniciam os duelos e independente da posição que cada equipe conseguiu anteriormente o torneio ganha uma nova cara. Os confrontos, ainda sem locais e datas definidas, serão em melhor de três e o que não vai faltar é emoção.

Infelizmente a Superliga B não tem o acompanhamento da televisão e espremida em meio a disputa da elite (leia-se a Superliga principal) fica ainda mais complicado ganhar a mídia adequada. Entretanto, quem tem a oportunidade de ver alguns jogos têm assistido a partidas bem disputadas e mesmo clubes que ficaram de fora dos playoffs mostraram bom voleibol. 

O Espaço do Vôlei faz um apanhado do que esperar das quartas de final:


- M.V. Selmer/Caramuru/Castro (1º do A) x Uberlândia/Gabarito (4º do B)

Time com melhor campanha na classificação geral, o M.V. Selmer/Caramuru/Castro só perdeu a invencibilidade na última rodada quando já estava garantido nas quartas de final. O técnico Fabio Sampaio conta com alguns jogadores interessantes, como o líbero Mendel e o ponteiro Edy Ney. No Uberlândia/Gabarito, o técnico Manoel Honorato viu sua equipe oscilar na primeira fase, nada mais comum tendo um time jovem na mão. O levantador Heitor é um dos destaques da equipe mineira.

- Upis/Brasília (1º do B) x Sesi-SP/Juvenil (4º do A)

Jogar no ginásio da AABB, no Distrito Federal, não é tarefa das mais fáceis. O torcedor da Upis/Brasília transforma o pequeno local em um verdadeiro ‘caldeirão’ e o time consegue responder a altura (3 vitórias em 3 jogos). O técnico Flávio Thiessen conta com o talentoso oposto Abuba e o bom levantador Paulinho para seguir adiante na competição. Pelo lado do Sesi-SP/Juvenil, o técnico Gerson Amorim conseguiu a classificação na última rodada com grande vitória no Paraná, porém o time peca em momentos decisivos das partidas. O ponteiro Gabriel Vaccari é um dos destaques.

- São Bernardo (2º do A) x Sada/Unifemm (3º do B)

Se existe alguém responsável pela boa campanha do São Bernardo na primeira fase é o técnico Douglas Chiarotti. O comandante da equipe do ABC paulista conseguiu fazer seu jovem elenco entender como enfrentar a Superliga B e apostando no forte trabalho de saque forçado e bloqueio bem postado pode seguir adiante. Atual campeão, o Sada/Unifemm não tem a mesma força da edição passada, porém a equipe tem alguns jogadores interessantes, como o ponteiro Raphael e o levantador Cristiano.

- Botafogo (2º do B) x Apan/Barão/Cremer (3º do A)

Equipe com o menor orçamento da Superliga B, o Botafogo surpreendeu, principalmente, na reta final da fase classificatória. O técnico Mauro Lima viu seu time crescer no momento certo, chegando agora nas quartas de final com duas vitórias seguidas, ou seja, embalado. Pelo lado do Apan/Barão/Cremer, o técnico André Donegá espera seu time mostre todo seu potencial nos playoffs, e com o oposto Najari, o ponteiro Marcão e o levantador China, tem condições para isso.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário