sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

(Superliga) Sada/Cruzeiro reage e vence Lebes/Gedore/Canoas no RS

Pela 3ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Sada/Cruzeiro levou um susto, mas derrotou o Lebes/Gedore/Canoas por 3 sets a 1, parciais de 25/14, 23/25, 21/25 e 14/25, no ginásio La Salle. Com o resultado, a equipe mineira segue na liderança isolada, com 36 pontos, enquanto o time gaúcho parou nos 18 pontos e caiu para a 8ª posição da tabela.

O primeiro set iniciou com ponto dos donos da casa, através de Léo Caldeira. Após dois erros de ataque dos mineiros, o Lebes/Gedore/Canoas abriu 4 a 1. Com o bloqueio bem montado, o Sada/Cruzeiro encostou: 4 a 3, porém com um rally bem disputado, o central Tarcisio fez a equipe gaúcha abrir 6 a 3 e na sequência com ataque de Dennis fez 7 a 3 e com Tarcisio chegaram a primeira parada técnica: 8 a 5. Com Éder no saque, o time mineiro voltou a encostar: 8 a 7. A partida era bastante equilibrada, com Dennis se destacando, os comandados de Marcelo Fronckowiak fizeram 14 a 9 e na segunda parada técnica, o placar era: 16 a 11. Em boa passagem de Victor Hugo no saque, os gaúchos abriram ainda mais: 19 a 11 e mostraram segurança nas viradas de bola. No final, com Dennis (com direito a dois aces) seguindo em grande noite, o time de Canoas fechou em 25 a 14, após ataque de Leo Caldeira.

Com Wallace e William agora desde o início em quadra, o Sada/Cruzeiro mais empolgado e marcando o primeiro ponto com Winters. Entretanto, após dois erros de ataque, os donos da casa já tinham 3 a 1 no placar. Com força no saque e vibração em quadra, o Lebes/Gedore/Canoas fazia 6 a 3 e foi para a primeira parada técnica com a vantagem de 8 a 5. Com boa sequência de Eder no saque, e problemas na recepção adversária, os mineiros empataram: 8 a 8. A partida começou a ficar tensão quando William reclamou da arbitragem e os donos da casa se aproveitaram para virar: 14 a 11, após grande ataque de Dennis, exigindo que Marcelo Mendez parasse o jogo e após dois erros seguidos, foi a vez de Marcelo Fronckowiak parar: 14 a 13. No ponto de saque do oposto cubano, os gaúchos fizeram 16 a 13. No ace de Éder, o Sada/Cruzeiro encostou 18 a 17 e empatou em 19 a 19 em uma diagonal curta de Wallace. Com a torcida empurrando, o Lebes/Gedore/Canoas chegou a encostar, porém os mineiros tiveram mais tranqüilidade na hora de virar as bolas e fecharam em 23 a 25.

O terceiro set iniciou com bloqueio do Sada/Cruzeiro, após bom saque de Éder. O Lebes/Gedore/Canoas equilibrava as ações e também no mesmo fundamento empatou em 3 a 3. Com algumas falhas na defesa e no ataque, os donos da casa viram o placar se distanciar: 3 a 7. Após uma reação, com Victor Hugo no saque os donos da casa encostaram, indo para o primeiro tempo técnico apenas dois pontos atrás: 6 a 8. No ace de Wallace, o Sada/Cruzeiro abriu 7 a 10 e a partir deste lance, o que se via eram os ataques se sobressaindo sobre as defesas, até grande saque de Sandro: 11 a 12. Com Éder Levi consistente na bola rápida, os mineiros foram levantando o placar e fizeram 13 a 16 na segunda parada técnica. Os comandados de Marcelo Fronckowiak tinham dificuldades em parar o ataque adversário, que apenas fazia o básico para seguir na frente do placar: 16 a 20. O time de Marcelo Mendez tinha tranqüilidade para virar suas bolas e mesmo com uma reação dos donos da casa, a vitória foi dos visitantes por 21 a 25.

O quarto período iniciou com o Sada/Cruzeiro arrasador e fazendo logo 0 a 3. Com um ótimo trabalho no saque e nas bolas rápidas, os visitantes colocaram 1 a 6 no placar. Rodriguinho teve uma passagem incrível no saque, colocando os mineiros co uma boa vantagem na primeira parada técnica: 1 a 8. O Lebes/Gedore/Canoas conseguiu reagir com alguns contra-ataques: 5 a 10, porém os comandados de Marcelo Mendez seguiram fortes no saque e no bloqueio de Eder fizeram 5 a 13. Em novo bloqueio, desta vez de Éder Levi, os visitantes chegaram ao segundo tempo técnica com 7 a 16. Com Dennis sendo bastante acionado, os gaúchos esboçaram uma reação, mas não conseguiam parar o ataque celeste: 10 a 18. No final, o Sada/Cruzeiro apenas administrou a grande vantagem para fechar em 25 a 14.

“Essa semana o Marcelo (Mendez) deu uma priorizada no descanso. Certíssimo na minha opinião, pois vínhamos de uma Copa Brasil bem disputada e o grupo vem de quatro competições e quatro títulos. A gente continua na pegada de ganhar tudo que pode, mas nem sempre o corpo reage como imaginamos. Eles começaram muito bem com volume bom na defesa, com o Dennis rodando todas as bolas. No decorrer do jogo fomos encaixando melhor, tivemos umas substituições importantes porque os nosso jovens jogadores são bem jovens e não é fácil vestir essa camisa, principalmente fora de casa. O importante é que temos um grupo forte e não só sete jogadores, onde estamos fazendo um bom trabalho pensando também no futuro”, afirmou o líbero Serginho.

“Todo mundo rendeu, o time jogou de menos a mais, que era o mais importante, pois temos uma agenda muito apertada. Estamos tentando colocar todo mundo no jogo para que no momento que precisarmos termos todos à disposição”, declarou o técnico Marcelo Mendez, sobre o constante uso do rodízio no elenco celeste.

“A gente veio preparado para algumas mudanças dos times deles, mas independente disso do outro lado tem muita qualidade. Soubemos aproveitar bem o primeiro set, abrindo bem no começo e mesmo durante o set, onde eles colocaram os titulares conseguimos manter um nível legal. No segundo set estávamos bem e a gente vacilou no finalzinho, com saques nem tão forçados, e no saque flutuante a gente teve muitos problemas no final do set”, disse o levantador Sandro.

“Nós começamos muito bem, impondo nosso jogo, trocando bolas e fazendo pontos importantes. A partir do segundo set eles entraram na partida e cresceram o nível de atuação. Aí quando um time como o Sada abre vantagem, eles forçam o saque e acaba dificultando nossas ações”, avaliou o ponteiro Léo Caldeira. 

Equipes:

Lebes/Gedore/Canoas:
Sandro, Dennis, Victor Hugo, Tarcisio, Léo Caldeira, Bozko e Jeffe (líbero)
entraram: Evandro, Alê, Rafão, Wanderson, Palotti, Batagim e Matheus
técnico: Marcelo Fronckowiak

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Alan, Éder, Pedrão, Winters, Filipe e Serginho (líbero)
entraram: Wallace, William, Éder Levi e Rodriguinho
técnico: Marcelo Mendez

foto: Fernando Potrick/Gama

Nenhum comentário:

Postar um comentário