sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

(Superliga) No tie-break, Montes Claros vence São José e assume o 4º lugar

Em partida atrasada da 2ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Montes Claros ganhando do São José dos Campos por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 17/25, 36/34, 20/25 e 15/5, no ginásio Tênis Clube/SJC. Com o resultado, o time mineiro chegou aos 21 pontos e assumiu a 4ª colocação, enquanto a equipe do Vale do Paraíba aparece no 9º lugar, com 15 pontos.

O Montes Claros iniciou bem o primeiro set, fazendo logo 4 a 8 na primeira parada técnica. Com muita força no ataque e aproveitando os erros do adversário, o Pequi Atômico foi abrindo vantagem, colocando 9 a 16 no segundo tempo obrigatório. Com tranquilidade, os comandados de Marcelinho Ramos foram administrando o jogo: 16 a 21 até fecharem por 19 a 25.

No segundo set, São José dos Campos equilibrou as ações e chegou com vantagem de um ponto ao primeiro tempo técnico: 8 a 7. Com boa atuação do ponteiro Diogo, os donos da casa foram abrindo vantagem: 16 a 10. Sem mostrar nenhuma reação, o Montes Claros foi vendo o time do Vale do Paraíba aumentar a diferença: 21 a 13 e fechar a parcial em 25 a 17.

Mais do que equilibrado, o terceiro set chegou a ser considerado interminável. O Montes Claros começou melhor e fez 5 a 8 na primeira parada técnica. São José dos Campos não se intimidou e com boas variações de jogadas do levantador Rodriguinho virou o duelo e chegou a 16 a 13 no segundo tempo obrigatório. Na reta final do set, as duas equipes brigavam ponto a ponto: 22 a 22 e depois de muita disputa, o Pequi Atômico conseguiu fechar em incríveis 34 a 36.

O quarto set poderia ser decisivo para o Montes Claros, mas o São José soube neutralizar as principais jogadas do adversário, tanto que começou fazendo 8 a 4 na primeira parada técnica. O time paulista chegou abrir dez pontos de vantagem, não dando chance dos mineiros reagirem: 16 a 7. No final, os donos da casa deram uma relaxada e quase se complicaram, mas fecharam em 25 a 20.

No tie-break, o Montes Claros tratou logo de mostrar a que veio: 2 a 5. São José dos Campos parecia perdido em quadra, tanto que via o adversário fazer 4 a 10. No final do set decisivo, a equipe mineira não teve dificuldades para fazer 5 a 15, um placar que não diz o que foi o equilíbrio durante toda a partida.

“Era muito importante para a gente esta vitória na continuação do campeonato. Confesso que estava entalado com a derrota para eles no início da temporada. Sabíamos que seria um jogo difícil, e realmente foi muito equilibrado. Soubemos jogar nos momentos decisivos. Subimos duas posições e a Superliga é isso, uma competição de altíssimo nível”, disse o líbero Gian.

As duas equipes só voltam a quadra no dia 28, às 20h. O Montes Claros enfrenta o Sesi-SP, no ginásio Tancredo Neves, enquanto o São José dos Campos visita o Voleisul/Paquetá Esportes, no ginásio da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo.

Equipes:

São José dos Campos:
Rodriguinho, Cristian, Diogo, Alemão, Everton, Alberto e Mário Jr. (líbero)
entraram: Lucas Salim, Matheus, Lorena, Hugo e Brunão
técnico: Leonardo Carvalho

Montes Claros: Rodrigo Ribeiro, Juninho, Salsa, Rafael, Bob, André Nascimento e Kachel (líbero)
entraram: Índio, Kadu, Gian, Leandro e Renan
técnico: Marcelinho Ramos

foto: Tião Martins/PMSJC

Nenhum comentário:

Postar um comentário