quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

(Superliga) No Caldeirão, Montes Claros tenta parar o embalado Sesi-SP

Pela 3ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Montes Claros recebe o Sesi-SP, no ginásio Tancredo Neves. Na 4ª colocação, com 21 pontos, o time mineiro quer vencer para se manter no grupo dos quatro melhores da fase classificatória. Já a equipe paulistana, hoje no 3º lugar, com 27 pontos, só pensa na vitória para se aproximar de Funvic/Taubaté (vice) e Sada/Cruzeiro (líder).

Com uma forte mobilização nas redes sociais, o Montes Claros espera que a torcida lote o ginásio Tancredo Neves, transformando ele novamente em um Caldeirão. Depois da vitória no tie-break sobre o São José dos Campos, o técnico Marcelinho Ramos segue trabalhando forte com o elenco e na expectativa que a equipe repita o bom rendimento apresentado no duelo do primeiro turno, quando o Pequi Atômico venceu o adversário na Vila Leopoldina.

Um dos destaques da boa campanha do Montes Claros é a força ofensiva do conjunto, pois não existe um jogador que se desponte como maior pontuador da equipe. No último jogo, André Nascimento teve 20 acertos, seguido de Bob (19) e Salsa (17), sendo que todos valorizam as distribuições dos levantadores Rodrigo Ribeiro e Índio.

“Acho muito positivo para a equipe essa distribuição, porque além de dificultar a marcação do adversário não sobrecarrega somente um ou dois atletas. Isso sem falar no papel dos outros atacantes que entram e os meios de rede. Não podemos esquecer também do levantador que faz toda essa distribuição. Ou seja, a equipe é que faz a diferença”, destaca o oposto André Nascimento. 

“A gente nem se preocupa tanto com isso. É importante que todos pontuem pra conseguirmos boas vitórias. A pontuação individual não influencia muito, mas percebo que nossos levantadores têm feito uma distribuição bastante interessante e homogenia, e os três atacantes de extremidade têm pontuado bastante parecido, o que mostra que é um time equilibrado e homogêneo, nossa proposta desde o início da temporada”, revelou o ponteiro Bob.

No Sesi-SP, apesar da derrota na semifinal da Copa do Brasil para o Sada/Cruzeiro, todos comemoram o bom momento vivido pela equipe, que chega para o confronto com sete vitórias consecutivas na Superliga. Jogadores como Murilo, Gustavão e Thiaguinho estão crescendo a cada partida, o que agrada ao técnico Marcos Pacheco, que vê o time ficando mais ‘cascudo’ no momento certo da competição.

Fora de quadra, a boa notícia é a contratação do central Riad, que estava na Funvic/Taubaté. O jogador está em fase final de recuperação de uma lesão e deve ficar à disposição no início de fevereiro. Com esse reforço, a expectativa é que o Sesi-SP cresça ainda mais, porém Marcos Pacheco e sua comissão técnica pedem calma quanto a presença dele em quadra e valorizam o momento do jovem Aracaju.

“Será um jogo muito complicado, já que Montes Claros vem fazendo uma ótima campanha na Superliga. Além disso, jogar fora de casa, no ginásio onde eles estão acostumados e têm é mais um fator que pesa. Teremos que estar muito bem para vencer (...) Estamos com o foco totalmente voltado para a Superliga, torneio em que estamos muito bem. A partida de hoje é importante para mantermos essa sequência”, disse o ponteiro Douglas Sousa.

Equipes:

Montes Claros: Rodrigo Ribeiro, Juninho, Salsa, Rafael, Bob, André Nascimento e Kachel (líbero)
técnico: Marcelinho Ramos

Sesi-SP: Thiaguinho, Rafael Araujo, Murilo, Douglas Sousa, Aracaju, Gustavão e Serginho (líbero)
técnico: Marcos Pacheco

foto: Letícia Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário