sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

(Superliga) Brasil Kirin faz jogo consistente e derrota Minas Tênis Clube

Fechando a 3ª rodada do returno da Superliga 2015/2016, o Brasil Kirin venceu o Minas Tênis Clube por 3 sets a 0, parciais de 25/21; 25/22 e 25/21, na Arena, em Belo Horizonte. Com o resultado, o time de Campinas reassumiu a 4ª posição, com 24 pontos, enquanto a equipe mineira parou nos 20 pontos e segue na 6ª colocação da tabela.

O Brasil Kirin aproveitou a primeira passagem do romeno Olteanu para disparar no placar. Com direito a ace e boa sequência, o time campineiro logo abriu três pontos (6 a 3) e chegou a primeira parada técnica com 4 a 8. O oposto Wallace, autor de seis pontos de ataque na parcial, ditou o ritmo da virada de bola e foi abrindo caminho para que os visitantes mantivessem na frente do placar: 12 a 16. Com o levantador González tentando tranqüilidade na distribuição, os paulistas fizeram 25 a 21 no primeiro set. 

O equilíbrio predominou no segundo set, especialmente, no início. Os dois times se revezaram na frente do placar e os mineiros foram para a primeira parada com um ponto na frente (8 a 7). Em seguida, os donos da casa conseguiram desgarrar no placar a abriram dois de vantagem: 12 a 10, obrigando Alexandre Stanzioni a pedir tempo. A parada funcionou e o Brasil Kirin virou o placar com dois pontos de bloqueio e um ace de Maurício Souza: 12 a 13. Com momento totalmente favorável, os visitantes seguiram impondo sua virada de bola e após ataque de Olteanu explorando o bloqueio fecharam em 22 a 25.

No terceiro set, o Minas Tênis Clube mostrou que ia vender cara a derrota e na primeira parcial venceu por 8 a 6. Entretanto, o time de Campinas logo deixou tudo igual (9 a 9) após a entrada de Ygor Ceará, que estabilizou o passe. O técnico Nery Tambeiro promoveu as entradas de Cleber e Madaloz no lugar de Raidel e Escobar, respectivamente, e a equipe da casa se manteve bem no jogo, chegando a segunda parada técnica na frente: 16 a 14. No momento decisivo foi a vez de Alexandre Stanzioni mudar e com as entradas de Jotinha e Michael, os visitantes viraram: 18 a 19. Com a vantagem, o Brasil Kirin neutralizou as ações do adversário e com ace de Michael e um ataque pela ponta fechou o jogo em 21 a 25.

“Mudamos nossa postura a partir da Copa do Brasil e isto fez a diferença num jogo tão equilibrado e tão importante para nós. O time está de parabéns pelo que fez em quadra nesta noite. Agora é descansar e buscar mais uma vitória no sábado”, comentou o ponteiro Lucas Lóh.

“Tivemos bons momentos no jogo, mas sempre da metade do set para frente acabávamos nos desconcentrando e acumulando erros. Faltou concentração e um pouco mais de capricho. Falto um algo a mais do time em quadra. Erramos em algumas marcações e a nossa virada de bola não funcionou muito bem. Tudo isso dificultou o nosso jogo. Agora é seguir trabalhando porque no sábado já temos outro jogo”, disse o ponteiro Bruno Canuto.

No próximo sábado, às 18h, o Brasil Kirin encara o Montes Claros, no ginásio Tancredo Neves. No mesmo dia, às 14h45min, o Minas Tênis Clube recebe o Sesi-SP na Arena, em Belo Horizonte.

Equipes:

Minas Tênis Clube: Everaldo, Escobar, Bruno Canuto, Raidel, Flávio, Pétrus e Lucianinho (líbero)
entraram: Willian, Cléber, Madaloz e Carísio
técnico: Nery Tambeiro

Brasil Kirin: Gonzalez, Wallace, Lucas Lóh, Olteanu, Luiz Sene, Maurício e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Jotinha, Michael e Ygor
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube

Nenhum comentário:

Postar um comentário