quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

(Copa Brasil) Sada/Cruzeiro passa pelo Lebes/Gedore/Canoas e vai a semi

Na abertura das 2ª fase da Copa Banco do Brasil, o Sada/Cruzeiro não deu chances para o Lebes/Gedore/Canoas e venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/15 e 25/14, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com a vitória, o time celeste, qua atualmente é líder isolado da Superliga 2015/2016, se classificou para as semifinais, que ocorrem no dia 21, no ginásio Taquaral, em Campinas.

O Sada/Cruzeiro iniciou a partida com algumas modificações no time titular, comoo as presenças do ponteiro Rodriguinho, no lugar de Filipe e o central Pedrão, na vaga de Isac, que segue se recuperando de uma lombalgia. Na primeira parada técnica, muito equilíbrio e os donos da casa vencendo por 8 a 7. Com bom desempenho no bloqueio e nos contra-ataques, a equipe celeste abriu vantagem e fez 16 a 11. O Lebes/Gedore/Canoas não conseguia fazer dois pontos seguidos e com isso, os mineiros foram aumentando a diferença: 21 a 15 e no final fecharam o primeiro set em 25 a 18.

No segundo set, a equipe de Marcelo Mendez voltou sacando muito e ainda mais forte no bloqueio, tanto que logo tinha 10 a 5 no placar. Os gaúchos buscavam uma solução, com o levantador Sandro tentando evitar a forte marcação adversária, porém na segunda parada técnica a vantagem do Sada/Cruzeiro era de 16 a 7. Com a confiança lá em cima, os donos da casa foram administrando o resultado e no ataque de Rodriguinho fecharam por 25 a 15.

Depois do péssimo desempenho na parcial anterior, os visitantes vieram com outra postura para o terceiro set e equilibraram as ações, perdendo apenas por um ponto na primeira parada técnica: 8 a 7. Entretanto, o Lebes/Gedore/Canoas voltou a errar e os donos da casa aproveitaram para abrir quatro pontos: 12 a 8. Essa diferença só aumentou na sequência da partida, com destaque para Rodriguinho, sendo que no placar final a vitória do Sada/Cruzeiro foi por 25 a 14.

“Parece que foi um jogo tranquilo, por ter sido um 3 a 0, mas o nosso time teve muito mérito. A gente jogou o tempo inteiro pressionando no saque, nas marcações de bloqueio e isso dificultou bastante pra equipe adversária. Nós jogamos bem, conseguimos fazer todo o planejado dentro de quadra e conquistamos esse importante resultado. A gente entra em todo campeonato com o objetivo de ganhar e vamos batalhar por isso. A próxima fase vai ser difícil, mas temos tudo para ir bem”, disse o ponteiro Rodriguinho.

“Eu estava buscando isso, tentando treinar melhor para ter essa oportunidade. O Marcelo já tinha conversado comigo, para eu me dedicar um pouco mais nos treinos. Acho que eu fui bem, fiquei muito feliz com essa chance e ainda mais por ter ajudado o time a buscar essa classificação”, comemorou o central Pedrão.

“O Sada/Cruzeiro partiu pra cima, impôs seu jogo com saques muito fortes e um ataque pesado. Não conseguimos segurar o ímpeto deles e acabamos não fazendo nosso jogo. A gente sentiu isso e não teve como recuperar dentro da partida, acabamos nos desorganizando como equipe”, avaliou o técnico Alegrete, que substituiu Marcelo Fronckowiak (participava do seu julgamento, no STJD do Rio de Janeiro).

Antes de encarar a fase final da Copa Banco do Brasil, o Sada/Cruzeiro volta suas atenções para a Superliga 2015/2016, onde enfrenta no sábado, às 19h, o Voleisul/Paquetá Esportes, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 18h, o Lebes/Gedore/Canoas encara o Brasil Kirin, no ginásio do Taquaral, em Campinas.

Equipes:


Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Rodriguinho, Leal, Éder, Pedrão e Serginho (líbero)
entraram: Alan, Fernando Cachopa e Vanderson
técnico: Marcelo Mendez

Lebes/Gedore/Canoas: Leo Caldeira, Victor Hugo, Sandro, Tarcisio, Dennis, Bozko e Jeffe (líbero)
entraram: Matheus, Wanderson, Evandro e Batagim
Técnico: Alegrete

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário