quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

(Superliga) No tie-break, Minas Tênis Clube supera Montes Claros

Jogando na Arena JK, o Minas Tênis Clube venceu o Montes Claros por 3 sets a 2, parciais de 24/26, 25/22, 25/22, 17/25 e 15/11, pela 11ª rodada da Superliga 2015/2016. Com o resultado, a equipe de Belo Horizonte assumiu a 5ª colocação, com 19 pontos, superando o Pequi Atômico, que caiu para o 6º lugar, também com 19 pontos, mas perdendo no set average.

O primeiro set foi marcado por altos e baixos das equipes. O Minas Tênis Clube largou na frente e chegou a abrir quatro pontos: 12 a 8, mas logo na sequência o Montes Claros reagiu e virou na segunda parada técnica: 15 a 16. Com mais volume de jogo, os visitantes chegara a fazer 18 a 21 e mesmo com uma recuperação dos comandados de Nery Tambeiro foi o Pequi Atômico que fechou em 24 a 26.

Embalado pela vitória na parcial anterior, o Montes Claros foi para cima e fez 6 a 8 na primeira parada técnica do segundo set. Com boa distribuição de Rodrigo Ribeiro, os visitantes seguiam na frente: 14 a 16, mas no final, o Minas Tênis Clube, com grande atuação do oposto Escobar, cresceu no duelo e conseguiu virar o placar: 21 a 18 e fechar a parcial em 25 a 22.

Assim como no set anterior, o Montes Claros iniciou na frente a terceira parcial: 5 a 8. Com Juninho soltando o braço e boas atuações de Kadu e Bob, a equipe visitante seguiu na frente do placar: 14 a 16. Na reta final, o time de Belo Horizonte reagiu com bom trabalho de saque e nos contra-ataques, tanto que fez 21 a 20 e com tranquilidade fechou o terceiro set em 25 a 22.

Novamente foi o Montes Claros que chegou a primeira parada técnica na frente: 6 a 8. Querendo forçar um tie-break, os comandados de Marcelinho Ramos forçaram bastante o saque e fizeram 11 a 16 na segunda parada obrigatória. Diferente dos sets anteriores, o Pequi Atômico não deixou o Minas Tênis Clube reagir e seguiu na frente: 15 a 21. Com total domínio em quadra, os visitantes fecharam em 17 a 25.

O tie-break começou equilibrado, com as duas equipes buscando a vitória e com o Minas Tênis Clube fazendo 5 a 3. Com boa atuação no ataque e contando com os erros do adversário, a equipe de Belo Horizonte, com destaque para o ponteiro Raidel, se manteve na frente: 10 a 7 e praticamente não foi ameaçada até o final, quando fechou o duelo em 15 a 11.

“O Montes Claros é uma equipe forte, que vem superando também os times favoritos ao título. Não considero que perdemos um ponto e sim que ganhamos um jogo duro hoje. Foi a nossa quinta vitória consecutiva e o time está crescendo. Espero que em janeiro possamos voltar mais fortes e com a nossa equipe completa”, declarou o técnico Nery Tambeiro.

As equipes só voltam a jogar pela Superliga em 2016, quando no dia 9 de janeiro, às 19h, o Minas Tênis Clube encara o São José dos Campos, no ginásio Tênis Clube/SJC, e, às 21h30min, o Montes Claros enfrenta a Funvic/Taubaté, no ginásio Abaeté.

Equipes:

Minas Tênis Clube: Everaldo, Escobar, Bruno Canuto, Raidel, Flávio, Pétrus e Lucianinho (líbero)
entraram: Léo, Carísio e Maique
técnico: Nery Tambeiro

Montes Claros: Rodrigo Ribeiro, Juninho, Salsa, Rafael, Bob, Kadu e Kachel (líbero)
entraram: Renan Purificação, Gian e Maicon
técnico: Marcelinho Ramos

foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube

Nenhum comentário:

Postar um comentário