sábado, 19 de dezembro de 2015

(Superliga) No tie-break, Minas Tênis Clube ganha do Copel Telecom/Maringá

Pela 10ª rodada da Superliga 2015/2016, o Minas Tênis Clube derrotou o Copel Telecom/Maringá por 3 sets a 2, parciais de 25/23, 19/25, 29/27, 16/25 e 10/15, no ginásio Chico Neto. Com o resultado, equipe de Belo Horizonte segue na 6ª posição, com 17 pontos, enquanto o time paranaense manteve o 11º lugar, com sete pontos ganhos.

O primeiro set começou muito equilibrado ao ponto de nenhum dos times conseguir abrir vantagem, sendo que o Copel Telecom/Maringá chegou à frente com 8 a 7. Os donos da casa estavam melhores em quadra e conseguiram seguir na dianteira com pontos de saque, endo cinco aces. Com destaque para o jovem Kaio, a equipe paranaense fez 16 a 12. No final, mesmo com uma reação do Minas Tênis Clube, a equipe de Maringá fechou em 25 a 23.

O segundo set seguiu disputado e novamente os donos da casa chegaram ao primeiro tempo técnico na frente: 8 a 6. Com bom trabalho nos contra-ataques, o Minas Tênis Clube abriu vantagem e virou o jogo depois de fazer quatro pontos seguidos, chegando ao segundo tempo técnico com 12 a 16. A vantagem foi administrada pela equipe do cubano Escobar, que estava impossível de ser parado e no final, a veio a vitória por 19 a 25.

O terceiro set foi o mais emocionante e começou com o Minas Tênis Clube fechando a primeira parada na frente: 6 a 8. Na sequência, os visitantes conseguiram colocar 10 a 13 no placar, mas logo os donos da casa reagiram e encostaram, sendo que a segunda parada técnica era de 15 a 16. Os dois times continuaram disputando ponto a ponto, com os visitantes sempre à frente. Os comandados de Nery Tambeiro tiveram a chance de fechar a parcial em quatro oportunidades, mar depois de muita disputa foi o Copel Telecom/Maringá que venceu por 29 a 27.

Com muitos erros desde o início do quarto set, o Copel Telecom/Maringá viu o Minas Tênis Clube dominar totalmente a parcial. O cubano Escobar e o ponteiro Bruno Canuto foram bastante acionados pelo levantador Everaldo, que acabou sendo escolhido o melhor da partida. No final, uma vitória tranquila dos visitantes, que foram bem no bloqueio e no ataque, por 16 a 25.

No set decisivo, o Copel Telecom/Maringá bem que tentou acompanhar o ritmo e chegou na virada de quadra perdendo apenas um ponto: 7 a 8. Entretanto, o Minas Tênis Clube conseguiu fazer cinco pontos em sequência, uma vantagem que foi administrada até o final, quando fecharam em 15 a 10.

Desfalcado do levantador Ricardinho e do Oposto Edinho, que se lesionaram na partida contra o São José dos Campos-SP, e também do central Mudo, que ainda não jogou na Superliga devido ao rompimento do ligamento do calcâneo, em outubro, o Copel Telecom/Maringá contava com o retorno do oposto Luan Weber, que fez a estreia na temporada da competição, depois de passar por recuperação após uma lesão no menisco. 

“Voltar de lesão é sempre complicado, mas agora consegui me recuperar e esse primeiro jogo foi bom porque tirei das costas o peso de ficar de fora e não poder ajudar. Estou um pouco sem ritmo de jogo, mas em breve já normaliza essa questão”, declarou o oposto Luan, que voltou a jogar depois de um período lesionado.

Na próxima terça-feira, às 19h30min, o Copel Telecom/Maringá enfrenta o Lebes/Gedore/Canoas, no ginásio Chico Neto. No mesmo dia, às 18h30min, o Minas Tênis Clube encara o Montes Claros, na Arena JK, em Belo Horizonte.

Equipes:

Minas Tênis Clube: Everaldo, Escobar, Bruno Canuto, Raidel, Flávio, Pétrus e Lucianinho (líbero)
entraram: Gabriel e Mayke
Técnico: Nery Tambeiro

Copel Telecom/Maringá: Thiago Gelinski, Kaio, Thiago Sens, Deivid, Ualas, Exoce e Rogerinho (líbero)
entraram: Elder, Luan, Fukuzawa e Aureliano
Técnico: Horacio Dileo

foto: Copel Telecom/Maringá/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário