quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

(Superliga) Copel Telecom/Maringá vence Lebes/Gedore/Canoas no Chico Neto

Pela 11ª rodada da Superliga 2015/2016, o Copel Telecom/Maringá derrotou o Lebes/Gedore/Canoas por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/20 e 25/22, no ginásio Chico Neto. Com o resultado, a equipe paranaense chegou aos 10 pontos e segue na 11ª posição, enquanto o time gaúcho continua no 7º lugar, com 15 pontos ganhos.

O primeiro set foi marcado por equilíbrio desde o início. Disputando ponto a ponto, o Lebes/Gedore/Canoas chegou ao primeiro tempo técnico com vantagem mínima: 7 a 8. Os gaúchos conseguiram abrir três pontos (12 a 15), porém o Copel Telecom/Maringá reagiu, encostou e virou na segunda parada técnica: 16 a 15. Sempre tendo a vantagem mínima, os donos da casa foram segurando o adversário e com bloqueios de Exoce, Ualas e Luan fecharam em 25 a 23.

No segundo set, logo no início, depois de um belo rally, Thiago Sens bloqueou e fez 5 a 4 para o Copel Telecom/Maringá. O Lebes/Gedore/Canoas fez três pontos seguidos e chegou à frente no tempo técnico: 6 a 8. Na volta, o bloqueio de Luan e o ace de Exoce ajudaram os donos da casa a virarem em 13 a 10, tanto que chegaram ao segundo tempo técnico na frente: 16 a 14. Os paranaenses conseguira fazer mais duas sequências de três pontos seguidos, chegando a colocar 23 a 19 no placar e com um bloqueio de Ualas fechou em 25 a 20.

O terceiro set começou com vantagem dos visitantes 7 a 6, porém o Copel Telecom/Maringá reagiu e conseguiu passar a frente do placar antes mesmo de chegar ao tempo técnico: 8 a 7. A partir daí, os comandados de Horacio Dileo só aumentaram a vantagem e não ficaram mais atrás no placar, chegando a segunda parada obrigatória com vantagem de 16 a 11. Com Dennis e Léo Caldeira bem no ataque, o Lebes/Gedore/Canoas chegou a esboçar uma reação: 23 a 21, porém no final, os donos da casa tiveram tranquilidade para fechar em 25 a 22.

“A gente estava com sete pontos. Essa vitória de três pontos hoje nos leva a dez. Uma derrota deixaria a gente muito distante dos times que estão acima da gente (...) Essa pausa nos permite trabalhar e ajudar os lesionados a se recuperarem e voltarem à equipe o mais rápido possível”, declarou o levantador Thiago Gelinski, que vem substituindo Ricardinho

“Deixamos a oportunidade passar quando tínhamos a vantagem no primeiro set. Depois, Maringá acertou nas escolhas, foi eficaz nas oportunidades que apareceram e, consequentemente, venceu o jogo. Mas não podemos deixar que esta derrota anule o bom final de turno que fizemos. Agora é descansar e focar na sequência das competições”, disse o líbero Pallotti.

O Copel Telecom/Maringá Vôlei só volta a entrar em quadra agora no ano que vem, no dia 16 de janeiro, às 21h30min, contra o Sesi-SP, no ginásio da Vila Leopoldina. Já o Lebes/Gedore/Canoas só retorna a disputar a Superliga no dia 9 de janeiro, às 20h, também contra o Sesi-SP, na capital paulista.

Equipes:

Copel Telecom/Maringá: Thiago Gelinski, Kaio, Thiago Sens, Deivid, Ualas, Exoce e Rogerinho (líbero)
entraram: Luan,Guilherme Gentil, Aureliano e Elder
técnico: Horacio Dileo

Lebes/Gedore/Canoas: Sandro, Dennis, Rafão, Victor Hugo, Bozko, Leo Caldeira e Jeffe (líbero)
entraram: Palotti, Wanderson, Evandro, Batagim, Alison e Tarcisio
técnico: Marcelo Fronckowiak

foto: Leandro Lacar

Nenhum comentário:

Postar um comentário