domingo, 20 de dezembro de 2015

(Superliga) Com 20/22 no tie-break, São José dos Campos vence Juiz de Fora

Pela 10ª rodada da Superliga 2015/2016, o São José dos Campos derroto o Juiz de Fora por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 1825, 26/24, 19/25 e 20/22, no ginásio da UFJF. Com o resultado, o time do Vale do Paraíba voltou ao G-8, assumindo a 8ª posição, com 12 pontos, enquanto a equipe mineira, que ainda não venceu na competição, segue na lanterna, com apenas três pontos ganhos.

A partida iniciou com Juiz de Fora mostrando que iria lutar para vencer seu primeiro jogo na Superliga. Na primeira parada técnica, a equipe de Alessandro Fadul liderava com 8 a 4. Com bom volume de jogo, principalmente no ataque, os donos da casa fizeram 16 a 14 na segunda parada obrigatória. Mesmo com uma vantagem pequena no placar, o time mineiro não se sentiu ameaçado e fechou o primeiro set por 25 a 21.

O segundo set começou equilibrado, com o São José dos Campos na frente na primeira parada técnica: 7 a 8. Com destaque para o oposto Alemão, que entrou no lugar de Lorena, os visitantes abriram 11 a 16 na segunda parada técnica. Essa vantagem acabou sendo ampliada para o time do Vale do Paraíba que soltava o braço no saque, colocando 15 a 21 no placar. No final, vitória tranquila da equipe paulista por 18 a 25.

No início, o terceiro set parecia indicar uma vitória tranquila novamente de São José dos Campos, já que na primeira parada técnica a vantagem era de 4 a 8. Os comandados de Leonardo Carvalho conseguiram manter o ritmo forte e aplicou para 12 a 16 no segundo tempo obrigatório. Entretanto, em uma recuperação incrível, o Juiz de Fora foi conquistando ponto a ponto e com Renato Hermely inspirado conseguiu virar o duelo na reta final e vencer por 26 a 24.

O equilíbrio tomou conta do quarto set e o Juiz de Fora tinha a vantagem mínima na primeira parada técnica: 8 a 7. O São José dos Campos, com belo trabalho de distribuição de Rodriguinho, conseguiu virar o duelo e abrir 13 a 16 na segunda parada técnica. Essa diferença seguiu na sequência da parcial, com o time paulista segurando o adversário com fortes saques e tendo qualidade nos contra-ataques para fechar em 19 a 25.

Com Hugo, que já havia feito um bom quarto set, no lugar de Diogo, o São José dos Campos começou melhor o tie-break fazendo 3 a 5. Contando com erros dos adversários, os visitantes mantiveram a frente no placar: 5 a 10 e muito rapidamente fizeram 7 a 12. Entretanto, Juiz de Fora começou a acertar a mão no ataque e encostou: 12 a 12. A partir daí, o jogo dói dramático e disputado ponto a ponto, até a vitória dos paulistas por 20 a 22.

“Toda derrota dói, mas dói mais quando a equipe não está bem. Em relação aos últimos jogos, tivemos um crescimento muito grande e conseguimos manter o padrão durante os cinco sets. Revertemos, inclusive, uma grande desvantagem no quinto. Estamos produzindo mais. O time trabalhou muito e o resultado foi visível. Vamos buscar as vitórias, já estamos quase lá”, declarou Renato Hermely.

“Infelizmente, não concretizamos nosso objetivo, que era a vitória. Hoje perdemos no detalhe, fizemos uma boa partida. Por conta disso, o sentimento não é tão ruim. Mas dói. A equipe deixou tudo dentro de quadra e não desistiu de nenhuma bola. Que essa postura sirva de exemplo para o restante da temporada”, disse o técnico Alessandro Fadul.

Nesta segunda-feira, às 21h45min, o Juiz de Fora volta a quadra para enfrentar o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem. Já na terça-feira, às 20h, o São José dos Campos encara a Funvic/Taubaté, no ginásio do Abaeté.

Equipes:

Juiz de Fora Vôlei: Felipe Hernandez, Leandrão, Diego Almeida, Igor, Renato Hermely, Djalma e Fabio Paes (libero)
entraram: Tatinho, Tarik, Mark e Ricardo Faccin
técnico: Alessandro Fadul

São José dos Campos: Rodriguinho, Lorena, Brunão, Alberto, Diogo, Cristian Poglajen e Mário Jr. (líbero)
entraram: Lucas Salim, Everton, Alemão e Hugo
técnico: Leonardo Carvalho

foto: Acesso Comunicação Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário