sábado, 12 de dezembro de 2015

(Superliga) Brasil Kirin se recupera e derrota Juiz de Fora no Taquaral

Jogando no ginásio do Taquaral, o Brasil Kirin derrotou o Juiz de Fora por 3 sets a 1, parciais de 25/10, 25/19, 22/25 e 25/18, pela 9ª rodada da Superliga 2015/2016. Com o resultado, o time de Campinas se recuperou da derrota passada e assumiu a 3ª posição, com 18 pontos, enquanto a equipe mineira segue na lanterna, com apenas dois pontos conquistados.

A equipe campineira começou mais concentrada e aproveitou os erros adversários para abri 5 a 1 no primeiro set, forçando o técnico Alessandro Fadul a queimar um pedido de tempo. A situação se manteve com o Brasil Kirin impondo o jogo e aumentando a diferença em 11 a 4, e novamente o treinador de Juiz de Fora parou a partida. Com a dificuldade na distribuição de jogadas do time mineiro, o bloqueio dos donos da casa funcionou bem, Vini fechou Leandrão e fez 18 a 6. O panorama não mudou e o Brasil Kirin fechou o set em 25 a 10.

Na segunda parcial o jogo começou com mais equilíbrio, e grande quantidade de erros de serviço de ambos os lados, 7 a 7. Na sequência, os visitantes não conseguiram manter a consistência na virada de bola, com o ataque de Piá os donos da casa abriram 13 a 10. O Brasil Kirin, com bom saque, conseguiu ampliar a vantagem e fechou o set com o contra-ataque de Luizinho, 25 a 19. 

O saque do time mineiro voltou mais eficiente no terceiro set, com um serviço indefensável, Leandrão abriu 2 a 4 para os visitantes. O Juiz de Fora continuou dominando as ações e aumentando a diferença, 10 a 14, forçando o pedido de tempo de Alexandre Stanzioni. Leandrão explorou o bloqueio campineiro e fez 16 a 21 para o time de Juiz de Fora. Lucas Lóh, que não começou em quadra no set, voltou para o jogo e liderou a reação do time de Campinas. No entanto, o Juiz de Fora aproveitou o bom momento e fechou o set dom Renato Hermely, 22 a 25.

O quarto set começou com os dois times trocando bolas, mas Vôlei Brasil Kirin se valeu dos erros de ataque da equipe mineira para abrir vantagem, 8 a 6 depois que Leandrão não passou da rede. Na bola rápida pelo meio de Luizinho a diferença aumentou, 16 a 12. Os visitantes não se entregaram e conseguiram a reação. No contra-ataque de Djalma o placar ficou em 17 a 16. Com a boa sequência de saque do central Vini, os donos da casa voltaram a aumentar a distância e fecharam com o ataque para fora de Ninão, 25 a 18.

“Jogamos bem, especialmente, nos dois primeiros sets. Alguns jogadores sentiram a parte física depois da semana pesada e acabamos precisando fazer algumas trocas durante o jogo, mas vejo pelo lado positivo, pois conseguimos dar ritmo para boa parte do time. Isto pode nos ajudar mais para frente”, comentou o treinador Alexandre Stanzioni.

“Sabíamos da responsabilidade neste jogo, e entramos com o espírito de jogar tudo que podíamos. Perdemos um pouco o foco no terceiro set, tivemos algumas mudanças. Mas retomamos o rumo no quarto set e encaixamos o jogo para conseguir mais uma vitória importante no campeonato”, disse o ponteiro Lucas Loh.

Na próxima quinta-feira, às 21h, o Brasil Kirin enfrenta o Bento Vôlei/Isabela, no ginásio municipal de Bento Gonçalves. Já o Juiz de Fora joga no sábado, às 18h, contra o São José dos Campos, no ginásio da UFJF.

Equipes:

Brasil Kirin:
Gonzalez, Wallace, Vini, Luizinho, Piá, Lucas Lóh e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Michael, Jotinha, Ygor Ceará
técnico: Alexandre Stanzioni

Juiz de Fora Vôlei: Maurício, Ricardo Faccin, Diego Almeida, Igor, Renato Hermely, Djalma e Fabio Paes (libero)
entraram: Leandrão, Ninão e Felipe Hernadez
técnico: Alessandro Fadul

foto: Gabriel Inamine/Brasil Kirin

Nenhum comentário:

Postar um comentário