domingo, 15 de novembro de 2015

(Superliga) Minas Tênis Clube ganha do Sesi-SP dentro da Vila Leopoldina

No encerramento da 3ª rodada da Superliga 2015/2016, o Minas Tênis Clube não se intimidou com a torcida do Sesi-SP e venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/17 e 25/22, no ginásio da Vila Leopoldina. Com o resultado, a equipe de Belo Horizonte conquistou sua primeira vitória e já aparece no 8º lugar, com três pontos, enquanto o time paulistano sofreu sua segunda derrota, ocupando agora a 7ª posição, com quatro pontos.

O oposto Theo abriu o placar do jogo a favor do Sesi-SP. Mas, o Minas passou a pontuar e, com bloqueio, fez 6 a 3. O time mineiro teve boa vantagem também em 11 a 7. Contando com erros do adversário, o Sesi-SP reduziu a vantagem para 13 a 11. O Minas seguiu embalado e abriu 17 a 13. Com Thiago Alves, a equipe da casa diminuiu para 17 a 15 e o técnico Nery Tambeiro pediu tempo. O time visitante voltou a pontuar bem e chegou a 23 a 19 e na sequência fechou em 25 a 21.

O segundo set também começou melhor para o Minas Tênis Clube, que logo abriu 3 a 1. Com Bruno Canuto, o time mineiro fez 7 a 4. Quando o placar estava em 10 a 6 para o Minas, o técnico Marcos Pacheco, colocou Murilo em quadra. Depois do bom saque do cubano Escobar, a equipe mineira fez 14 a 7. No ataque do central Flávio, os visitantes chegaram a 16 a 9 e com o bloqueio bem encaixado o placar foi para 20 a 11. Para finalizar, o oposto Escobar fechou a parcial em 25 a 17.

No terceiro set foi a vez do Sesi-SP começar melhor e fazer 3 a 1. No bloqueio individual de Petrus, o Minas fez 7 a 5. Embalados, os visitantes mantiveram a dianteira (10 a 8). No ponto de saque de Vinhedo, o Sesi-SP deixou tudo igual: 10/10. E, no contra-ataque de Murilo, virou para 11 a 10. O Minas reassumiu o comando do placar com Flávio (14 a 13). O time visitante ainda abriu 19 a 15 e Marcos Pacheco pediu tempo. O Sesi-SP reagiu, o placar foi para 19 a 17, e foi a vez de Nery Tambeiro parar o jogo. O time da casa não desistiu do jogo e chegou ao ponto de empate em 22 a 22. Mas, o Minas voltou a pontuar e fechou em 25 a 22.

“Essa foi, sem dúvida, uma vitória muito importante. Nós temos um time jovem e isso foi bom para mostrar que podemos ganhar um time forte como o Sesi-SP, um dos favoritos ao título da Superliga”, disse o oposto Escobar, que marcou 20 pontos e foi eleito o melhor jogador da partida.

“Sabemos que essa Superliga vai ser uma das mais disputadas dos últimos tempos. O Sesi-SP tem um time fortíssimo e nós vínhamos de duas derrotas na competição. O primeiro jogo foi ruim, no segundo melhoramos um pouco e estávamos nos cobrando muito em relação a isso. Hoje, conseguimos manter um padrão o jogo inteiro”, destacou o levantador Everaldo.

No próximo sábado, às 10h30min, o Sesi-SP encara o Copel Telecom/Maringá, no ginásio Chico Neto. No mesmo dia, às 14h45min, o Minas Tênis Clube enfrenta a Funvic/Taubaté, no ginásio Abaeté.

Equipes:

Sesi-SP: Thiaguinho, Theo, Gustavão, Leandro Aracaju, Thiago Alves, Douglas Souza e Serginho (líbero)
entraram: Vinhedo, Rafael Araújo e Murilo
Técnico: Marcos Pacheco

Minas Tênis Clube: Everaldo, Escobar, Flávio, Pétrus, Bruno Canuto, Raidel e Lucianinho (líbero)
entraram: Eduardo Carísio e Madaloz
Técnico: Nery Tambeiro

foto: Biratan/Divulgação Fiesp/Sesi-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário