sábado, 21 de novembro de 2015

(Superliga) Lebes/Gedore/Canoas enfrenta o Brasil Kirin na capital gaúcha

Encerrando a 4ª rodada da Superliga 2015/2016, o Lebes/Gedore/Canoas encara o Brasil Kirin, neste domingo, às 14h, no ginásio do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre, já que o Unilasalle será sede do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Ocupando a 10ª posição, com três pontos, o time gaúcho quer embalar na competição, enquanto a equipe de Campinas, hoje no 5º lugar, com seis pontos. A partida terá transmissão do Sportv.

Vindo de vitória sobre o Juiz de Fora Vôlei, em Minas Gerais, o Lebes/Gedore/Canoas busca embalar na competição, depois de perder os dois primeiros duelos (Sesi-SP e Sada/Cruzeiro). O técnico Marcelo Fronckowiak estará de volta a beira da quadra depois de cumprir suspensão imposta pela CBV nos três primeiros jogos. Mesmo com a mudança de local do jogo, o objetivo é vencer forçando o saque e aproveitando o bom trabalho de bloqueio.

“Não acredito que a mudança de local terá interferência alguma no time. Pelo contrário, será a chance de aproximar ainda mais a equipe dos torcedores da Capital. Muitos já vêm ao nosso ginásio desde a primeira temporada e adotaram o Canoas como seu clube na Superliga (...) Campinas tem o Wallace, que é um oposto muito regular. E ainda conta com dois estrangeiros muito técnicos e experientes, o levantador argentino Gonzalez e o ponteiro romeno Olteanu. Precisamos estudá-los bastante para anular suas jogadas e conseguir impor nosso estilo de jogo. Espero que possamos devolver o apoio da torcida com muita entrega em quadra, emplacar a segunda vitória e entrar de vez na zona de classificação aos playoffs”, declarou o ponteiro Alê.

Aprender com os erros e se recuperar o mais rápido possível. Este é o pensamento do Brasil Kirin após tropeçar diante de Montes Claros, no último sábado. Com uma semana para trabalhar, o técnico Alexandre Stanzioni tratou de cuidar de alguns fundamentos, como saque e, principalmente, a recepção, acreditando que a equipe vai elouir a cada partida da Superliga.

“A Superliga é um torneio muito equilibrado, com grandes equipes. No último jogo, tivemos um começo desconcentrado e acabamos pagando o preço. Em alguns pequenos detalhes, deixamos escapar os sets que foram mais longos. Faz parte do projeto de crescimento jogo a jogo. A derrota agora é passado, o momento agora é de pensar na frente e reencontrar as vitórias”, disse o treinador Alexandre Stanzioni.

“Na derrota e na vitória temos que tirar algumas lições. É claro que queremos sempre ganhar, mas às vezes tropeços como este podem nos colocar no caminho certo. Vamos ter um tempo bom para descansar e, com a cabeça fria, podemos pensar em quais aspectos precisamos melhorar”, comentou o ponteiro Bogdan Olteanu.

Equipes:

Lebes/Gedore/Canoas: Sandro, Dennis, Victor Hugo, Matheus, Alê, Leo Caldeira e Jeffe (líbero)
técnico: Marcelo Fronckowiak

Brasil Kirin: González, Wallace, Lucas Loh, Olteanu, Vini, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário