sábado, 28 de novembro de 2015

(Superliga) Brasil Kirin derrota São José dos Campos e assume 3º lugar

Pela 6ª rodada da Superliga 2015/2016, o Brasil Kirin derrotou o São José dos Campos por 3 sets a 1, parciais de 25/17; 25/22; 27/25 e 28/26, no ginásio do Tênis Clube/SJC. Com o resultado, o time de Campinas chegou aos 11 pontos e assumiu a terceira posição, enquanto a equipe do Vale do Paraíba caiu para o 7º lugar, com nove pontos ganhos.

O primeiro set começou equilibrado, com o Brasil Kirin chegando na frente na primeira parada técnica: 7 a 8. Determinado em fazer um grande jogo e buscar a recuperação (vinha de derrota para a Funvic/Taubaté), o time de Campinas conseguiu abrir vantagem após a passagem do central Vini pelo saque, com direito a dois aces: 12 a 8. Na sequência, os visitantes mantiveram a diferença, com boa distribuição de Gonzalez e no bloqueio de Olteanu veio a vitória por 17 a 25.

Diferente da parcial anterior, o São José dos Campos entrou ligado no segundo set e com destaque para o ponteiro Diogo fez 8 a 4 na primeira parada técnica. Mesmo com dificuldades na virada de bola, o Brasil Kirin se recuperou e aproveitando o excesso de erros do adversário (foram 13 no total), virou o duelo para 16 a 17. A partida ficou muiro equilibrada, mas com aces de Wallace e Olteanu na reta final, os visitantes ampliaram a vantagem e fizeram 22 a 25.

O terceiro set começou quente. Antes mesmo da parcial começar, os dois times foram advertidos com cartão vermelho e o placar começou 1 a 1. A última parcial foi praticamente igual à segunda. Os donos da casa começam dominando e abriram vantagem (8 a 5), sendo que quem dava conta do recado era Alemão, que entrou no lugar de Lorena (saiu com dores no joelho). O duelo seguiu muito equilibrado, tanto que na segunda parada técnica o placar era de 16 a 14 para o time do Vale do Paraíba. No final, os times se alternaram na frente do placar, disputando ponto a ponto, e a vitória do São José dos Campos foi de 27 a 25.

No quarto set, o equilíbrio voltou a quadra, com o Brasil Kirin fazendo 7 a 8 na primeira parada técnica. O São José dos Campos , com boas atuações de Cristian Poglajen e Brunão estava avassalador e chegou a abrir 19 a 14. Na inversão do 5-1, Michael deu trabalho no saque e os campineiros conseguiram empatar: 22 a 22. Animados, os visitantes mantiveram a tranquilidade e fecharam o duelo em 26 a 28 após final emocionante. 

“Além da vitória, que foi muito importante na briga pela classificação, gostei muito da disposição do time, que foi buscar um set praticamente perdido, arriscou, não desistiu e foi buscar o resultado. Pensamos grande e conseguimos trazer este resultado”, comentou o técnico Alexandre Stanzioni.

“Era pra gente ter levado para o tie-break, tínhamos o quarto set na mão, com diferença de seis pontos. Uma equipe do nosso nível não podia deixar isso acontecer. Mas, apesar das duas derrotas seguidas, posso dizer que não está faltando empenho, estamos treinando, trabalhando. Até aqui temos três vitórias e três derrotas, mas tem muita coisa pela frente e sobre o jogo fica o aprendizado de nunca desistir independente do placar", declarou o líbero Mário Jr.

“Faltou aproveitar o resultado à frente, manter a diferença. Nossa recepção melhorou de um modo geral, não persistiram os erros do jogo passado, mas nosso saque talvez tenha sido menos agressivo. A saída do Lorena também nos pesa muito. Alemão fez uma partida brilhantes mas principalmente no saque o Lorena faz falta. Acho que hoje desperdiçamos uma frente boa, um resultado que já encaminhava o jogo para o tie-break. Uma pena, a gente perde um ponto importante, mesmo que não ganhasse o jogo, este é um ponto que pode fazer diferença na competição", disse o técnico Leonardo Carvalho. 

O Brasil Kirin volta às quadras contra Voleisul/Paquetá, no próximo sábado, às 20h, no ginásio da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo. No mesmo dia, às 19h, o São José dos Campos encara o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Equipes:

São José dos Campos: Rodriguinho, Lorena, Brunão, Alberto, Diogo, Cristian Polglajen, e Mário Jr. (líbero)
entraram: Lucas Salim, Everton, Hugo e Alemão
técnico: Leonardo Carvalho

Brasil Kirin: González, Wallace, Lucas Loh, Olteanu, Vini, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Michael, Jotinha, Piá, Luizinho e Ygor Ceará
técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Tião Martins/PMJSC

Nenhum comentário:

Postar um comentário