quinta-feira, 10 de setembro de 2015

(Paulista) Em jogo nervoso, Sesi-SP supera São José dos Campos no tie-break

Em muito disputado, decidido apenas no tie-break, o Sesi-SP venceu o São José dos Campos por 3 sets a 2, parciais de 16/25, 21/25, 25/22, 26/24 e 15/8, no ginásio do Tênis Clube/SJC, pelo Campeonato Paulista – Divisão Especial. Com o resultado, a equipe paulistana manteve sua invencibilidade e a liderança da competição, com 11 pontos, enquanto o time do Vale do Paraíba aparece agora no quarto lugar, com cinco pontos.

A partida começou com o oposto Theo abrindo o placar para o Sesi-SP, mas logo o São José dos Campos assumiu a dianteira. Sacando forte e bem colocado, os donos da casa empataram e chegaram ao primeiro tempo técnico do jogo com 8 a 4. Sem conseguir neutralizar os atacantes adversários e cometendo muitos erros de finalização. Com uma vantagem de sete pontos, os donos da casa garantiram o segundo tempo técnico: 16 a 9 e com Lorena voando em quadra fecharam em 25 a 16.

No segundo set, o Sesi-SP voltou para quadra com o levantador Thiaguinho no lugar de Vinhedo. Diferente do que aconteceu no começo da partida, o time do técnico Marcos Pacheco entrou mais entrosado, trabalhando melhor as bolas, e mesmo com o placar apertado em 6 a 6, teve calma e garantiu o primeiro tempo técnico com 8/6. Na sequência, o São José dos Campos voltou a apertar e complicar a vida dos visitantes. Com grandes defesas, os donos da casa não deixaram a equipe paulistana abrir vantagem, que garantiu o segundo tempo técnico com 16 a 15. Ponto a ponto sendo disputado nos mínimos detalhes, Dante e Lorena fizeram a diferença pelo lado do São José e conseguiram virar o placar, garantindo mais um set para o time mandante: 25 a 21.

Como já era esperado, o terceiro set seguiu disputado e empatado até o primeiro tempo técnico, quando Murilo, após boas defesas do líbero Serginho, concluiu bem e colocou o Sesi-SP na frente com 8 a 5. Abrindo vantagem pela primeira vez no jogo, a equipe da Vila Leopoldina chegou a 13 a 10, forçando o técnico adversário parar a partida para acalmar o time. Na sequência, mantendo a mesma vantagem, os meninos da capital chegaram ao segundo tempo técnico na frente, com 16 a 13. Muito disputado, o set contou com as duas equipes sacando forte. Murilo garantiu três pontos para o Sesi-SP após uma boa sequência de saques, depois, foi a vez de Lorena encaixar dois aces. Mas, diferente dos outros sets, a equipe de Pacheco segurou o placar e fez 25 a 22.

O quarto set começou com os donos da casa abrindo dois pontos de vantagem, com 3 a 1. Mas, com calma e o auxílio do experiente Serginho, a equipe visitante logo virou o placar: 8 a 5. Segurando os saques do Lorena e atacando bem pelo fundo de quadra, Fábio Capalbo, o jovem ponteiro, foi uma das peças fundamentais para o time manter a frente no placar e garantir mais um tempo técnico: 16 a 14. Após a parada, o São José dos Campos voltou mais ligado no jogo, levando ao empate em 18 a 18. Nervosos com algumas marcações da arbitragem, a partida seguiu empatada até os 24 a 24, quando o Sesi-SP acertou um bloqueio e encaixou um bom ataque com Theo, fechando o set com 26 a 24.

No tie-break, o Sesi-SP dominou o set decisivo, virou bem as bolas e com facilidade chegou na frente na parada de troca de lados: 8 a 5. Seguindo na frente, Theo e Murilo foram bem servidos pelo levantador Thiaguinho e capricharam na hora de decidir a partida, que terminou em 15 a 8.

“O resultado foi muito bom, a gente sai daqui com uma vitória importante. Nosso sistema ofensivo não funcionou no primeiro set, depois nós conseguimos equilibrar e buscar um resultado positivo. Como um todo foi muito bom, eu não vinha treinando com o grupo, cheguei agora, mas gostei, estamos com um volume de jogo bom, e um bloqueio muito forte com o Gustavão na rede”, comentou o líbero Serginho.

“Acho que foi um jogo em que fomos prejudicados pelo nervosismo. O Sesi é uma grande equipe e para enfrentá-los, hoje, o que faltou foi equilíbrio. A cobrança foi exagerada entre a gente, em quadra, e isso atrapalha muito. Acho que esse nervosismo desencadeou essas duas derrotas e agora é o momento de consertar isso”, disse o ponteiro Diogo.

“Nós perdemos para nós mesmos. Eles foram causar alguma dificuldade no terceiro set, mesmo assim sacamos bem, fizemos bons ataques. Tínhamos o jogo na mão, não era para perder um jogo desses”, afirmou o oposto Lorena.

O Sesi-SP volta para a quadra neste sábado, às 18h, para encarar o Brasil Kirin, no ginásio da Vila Leopoldina. No mesmo dia, às 18h30min, o São José dos Campos pega a Funvic Taubaté/São Paulo FC, no ginásio Abaeté.

foto: Guilherme Cursino/Zaia Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário