segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Brasil fica com o quarto lugar no Campeonato Mundial Juvenil

A campanha brasileira no Campeonato Mundial Juvenil terminou neste domingo sem medalha. Jogando em Tijuana, no México, o time verde e amarelo foi superado pela China por 3 sets a 1, parciais de 19/25, 21/25, 29/27 e 21/25, na disputa da terceira colocação. Curiosamente, os brasileiros venceram a seleção asiática na primeira fase, lembrando que a equipe comandada por Leonardo Carvalho havia perdido para a Rússia (que acabou campeã), na semifinal, por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 21/25, 25/18 e 21/25.

A partida começou com um ritmo morno e os dois times virando bolas de forma alternada. Com um bloqueio em Rodriguinho a China conseguiu abrir 6 a 8. Os chineses começaram a errar mais e o Brasil virou em 11 a 9 com um ataque para fora do adversário. Nenhum dos lados conseguia abrir mais de dois pontos. Os chineses reassumiram a liderança. Após Caio ficar no bloqueio o placar mostrava 18 a 20 e Léo Carvalho parou o jogo. Os asiáticos contaram as falhas no passe brasileiro para abrirem ainda mais e com um contra-ataque fecharam em 19 a 25.

O time brasileiro voltou com Johan no meio no lugar de Rômulo. O saque do Brasil também estava mais eficiente e no contra-ataque de Rodriguinho pela saída os brasileiros estavam na frente, 8 a 7. Os erros da parcial anterior voltaram a se repetir no lado verde e amarelo e os chineses abriram 10 a 15. A diferença foi administrada pelos chineses que fecharam o set em 21 a 25.

Para o terceiro set o treinador do time brasileiro tentou nova mudança, trouxe Rômulo de volta e colocou o ponteiro Vaccari no lugar de Douglas Souza. A China abriu diferença, mas com dois bloqueios seguidos os brasileiros conseguiram empatar em 6/6. O equilíbrio seguiu no jogo com Brasil e China se revezando na liderança. Com um contra-ataque, os chineses chegaram à segunda parada técnica com um ponto de vantagem, 15 a 16. O Brasil conseguiu a virada na reta final com Caio pela saída, 22 a 21. Os brasileiros venceram o set em 29 a 27 depois de salvarem um match point chinês.

Sem poder perder, o Brasil iniciou a parcial abrindo dois pontos, mas logo os chineses reagiram e, com um ace, viraram em 7 a 8. O time chinês improvisou o central Zhang na saída, mas o time brasileiro se adaptou a mudança e conseguiu segurar o placar, com um bloqueio de Robert o placar estava 13 a 13. Os chineses aproveitaram melhor as oportunidades de contra-ataque e abriram 18 a 20. A diferença aumentou na reta final e o time asiático encerrou o set em 21 a 25.

“Assim como na primeira fase, sabíamos que seria muito difícil, eles tiveram mais consistência e melhor que o nosso time. Nos faltou um pouco de brio. Fizemos dois sets muito ruins, precisamos jogar mais para vencer adversários fortes e a China é um time forte. Infelizmente o que jogamos hoje não foi o suficiente”, contou o treinador Leonardo Carvalho.

Confia a campanha brasileira:

1ª FASE – Grupo C

11/09 (sexta-feira)
Brasil 3 x 0 Cuba, parciais de 25/21, 25/18 e 25/15

12/09 (sábado)
Brasil 3 x 0 Irã, parciais de 25/11, 25/18 e 25/21

13/09 (domingo)
Brasil 3 x 1 China, parciais de 26/24, 25/22, 23/25 e 25/22

2ª FASE – Grupo E

15/09 (terça-feira)

Brasil 0 x 3 Argentina, parciais de 27/29, 18/25 e 19/25

19/09 (quarta-feira)
Brasil 3 x 1 Eslovênia, parciais de 25/20, 21/25, 25/21 e 25/9

17/09 (quinta-feira)
Brasil 3 x 2 Turquia, parciais de 25/22, 25/20, 18/25, 20/25 e 15/9

Semifinais

19/09 (sábado)
Brasil 1 x 3 Rússia, parciais de 23/25, 21/25, 25/18 e 21/25

3º lugar

20/09 (domingo)
China 3 x 1 Brasil, parciais de 25/19, 25/21, 29/27, 25/21

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário