sábado, 11 de julho de 2015

No último amistoso antes do Pan, Brasil perde para a Argentina

No último jogo antes de embarcar rumo à Toronto, no Canadá, para a disputa dos Jogos Pan-Americanos, a Seleção Brasileira foi derrotada pela a Argentina por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/20 e 25/19, no ginásio Ronaldão, em João Pessoa. Com o resultado deste sábado, os argentinos encerraram a série de três amistosos realizados no Nordeste com vantagem em 2 a 1.

A partida começou com as duas equipes equilibrando as ações. Mas a Argentina teve um pouco mais de consistência na virada de bola e chegou na frente na primeira parada técnica, 6 a 8. Os argentinos obtiveram vantagem com os erros do passe brasileiro e abriram 10 a 16. Os anfitriões não encontraram o próprio jogo errando muito na recepção e no ataque. Com uma paralela do oposto Martina o time visitante fechou 15 a 25.

Na segunda parcial os brasileiros voltaram à quadra mais concentrados e com o passe um pouco mais estável. Os argentinos inverteram as posições do 5-1 e Kukartsev e Chirivino vieram para o jogo. A distribuição do levantador reserva da Argentina não conseguiu fugir do bloqueio verde e amarelo. A partir do segundo tempo técnico os portenhos melhoraram o volume de jogo e encostaram no placar. A virada argentina veio depois de um belo rali que Palacios arrematou, 18 a 19. No erro de ataque de João Rafael os argentinos fecharam 20 a 25.

No terceiro set o Brasil voltou com Flávio no lugar de Maurício Souza, João Rafael como oposto no lugar de Renan e Murilo Radke levantando. Mesmo assim, os argentinos continuaram impondo o ritmo e abriram 1 a 5. A seleção do Brasil continuava com dificuldades na virada de bola e a equipe visitante conseguiu aumentar a diferença, 10 a 16. O ponteiro Kadu entrou na quadra e deu mais consistência ao ataque. No entanto, os argentinos seguiram com o domínio das ações e fecharam o set em 19 a 25.

“Eu estou muito feliz de vir jogar aqui. A torcida paraibana está de parabéns pela festa que fez aqui, infelizmente a vitória não veio, que seria o ideal e estava planejado na minha cabeça. Mesmo assim, foi importante vir jogar aqui. Só tenho a agradecer esse amor que eles demonstraram aqui”, concluiu o levantador Thiaguinho, que é natural de João Pessoa, mas desde os 14 anos mora em São Paulo.

“Os dois primeiros jogos (em Natal e Fortaleza) foram bem interessantes, mais equilibrados e disputados. No segundo jogo, quando vencemos, parecia que estávamos no caminho certo. Mas neste terceiro jogo tivemos momentos ruins, bem preocupantes. Alguns conseguiram se sobressair individualmente, mas coletivamente nosso desempenho foi abaixo do esperado. Teremos que trabalhar muito, principalmente nossa virada de bola. Agora o trabalho será intenso, temos menos de uma semana antes da estreia”, comentou o técnico Maurício Motta.

Equipes:

Brasil: Renan Buiatti, Thiaguinho, Maurício Borges, Doulgas Souza, Otávio, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Rafael Araújo, Murilo Radke, João Rafael, Flávio e Kadu
Técnico: Maurício Motta Paes

Argentina: Martina, Gonzalez, Palacios, Zanotti, Franetovich, Guzmán e Lopez (líbero)
entraram: Kurkatsev e Chirivino
Técnico: Martin Lopez

foto: Alexandre Arruda/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário