sábado, 4 de julho de 2015

(Liga Mundial) Brasil perde para a Itália no último jogo da fase classificatória

Na última partida da fase classificatória da Liga Mundial, a Seleção Brasileira acabou perdendo para a Itália por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 27/29, 25/21, 19/25, 19/21, no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá. Mesmo com esse resultado, o time verde e amarelo terminou essa etapa na liderança do Grupo A, com 28 pontos, sendo nove vitórias e três derrotas.

O Brasil saiu na frente e abriu o placar do jogo. Os italianos, então, buscaram e fizeram 6 a 4. O time visitante seguiu com bom ritmo e com Zaytsev pontuando bem, chegou a 11 a 9. No ponto de saque de Lucão, a seleção brasileira deixou tudo igual: 12 a 12. Também com ace, desta vez de Lipe, a equipe da casa assumiu o comando do marcador (15 a 14). Com Evandro pela saída, o Brasil chegou a 19 a 16. A Itália voltou a encostar (20 a 19) e Bernardinho pediu tempo. Evandro pontuou bem para a equipe brasileira, que fechou em 25 a 21.

O segundo set começou favorável a seleção brasileira, mas os italianos não permitiram o crescimento do adversário. Contando com erros do Brasil, o time visitante colocou três pontos de diferença em 16 a 13. Quando a seleção da Itália bloqueou e fez 18 a 14, Bernardinho pediu tempo para conversar com os jogadores. A desvantagem brasileira diminuiu para dois pontos (19 a 17). No bloqueio de Lucão, o Brasil encostou em 21 a 20. No ace de Bruninho, a equipe da casa encostou mais uma vez em 24 a 23 e no bloqueio, o Brasil deixou tudo igual: 24 a 24. O final do set seguiu extremamente equilibrado e a Itália fechou em 29 a 27.

O equilíbrio permaneceu no início do terceiro set, com as equipes empatadas em 3 a 3. No forte ataque de Lipe, o Brasil colocou vantagem: 6 a 3. No bloqueio de Riad, que havia entrado neste set, o time da casa fez 8 a 5. No bloqueio individual de Evandro, 14 a 12 para a seleção brasileira. A parcial ganhou equilíbrio em 18 a 17 a favor do Brasil. Com ponto de bloqueio de Riad, o time verde e amarelo fez 21 a 18 e a Itália pediu tempo. Mas, com o apoio da torcida cuiabana, o Brasil fechou em 25 a 21.

A terceira parcial teve um início de vantagem para a seleção brasileira, que fez 4 a 2. A Itália buscou o jogo e chegou ao ponto de empate em 5 a 5. Com ponto de bloqueio, os visitantes abriram 11 a 7. Com dois pontos seguidos de Lucão no ataque, o Brasil reduziu a diferença para 11 a 9. O set seguiu equilibrado, com vantagem para a Itália, que chegou a colocar cinco à frente (21 a 16). No final, melhor para os italianos: 25 a 19.

O set decisivo começou com outros dois únicos jogadores que não haviam jogado nesta sexta-feira: Lucas Lóh e Isac. O tie break também foi bem disputado. No ace de Lucarelli, o Brasil fez 6 a 5. Na virada de quadra, a Itália vencia por 8 a 7. Um empate em 10 a 10 deu ainda mais emoção ao jogo. A reta final foi super equilibrada. Os dois times tiveram pontos do jogo. A Itália desperdiçou dois. O Brasil também falhou, e em bloqueio italiano a partida foi encerrada em 21 a 19.

“A Itália jogou muito bem e mereceu a vitória. Enfrentamos o forte bloqueio italiano com pouca lucidez e não conseguimos ter um bom ritmo no saque. Além disso, erramos bastante contra-ataques, assim como já havia acontecido antes”, comentou o técnico Bernardinho.

“Tivemos chances para fechar a partida, erramos alguns contra-ataques, então o tie-break foi um pouco o exemplo do jogo. O saque tem que ser uma arma melhor utilizada também. Mas serve de aprendizado. Agora, no Rio de Janeiro, os jogos serão valendo vaga para a final, vamos corrigir, buscar melhorar e se Deus quiser a gente vencerá essa”, disse o ponteiro Lucarelli.

O próximo compromisso do Brasil será a Fase Final da Liga Mundial, que acontecerá de 14 a 19 de julho, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Na próxima semana, o grupo fará a preparação final no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema , sendo que o técnico Bernardinho já definiu os 14 jogadores que estarão na etapa decisiva da competição.

Equipes:


Brasil: Bruninho, Wallace, Riad, Lucão, Murilo, Lucarelli e Serginho (líbero)
entraram: William, Mário Jr., Lucarelli, Isac e Lucas Lóh
Técnico: Bernardinho

Itália: Travica, Vettori, Birarelli, Anzani, Zaytsev, Lanza e Colaci (líbero)
entraram: Gianelli, Sabbi, Antonov e Mengozzi
Técnico: Mauro Berruto

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário