sábado, 25 de julho de 2015

(Jogos Pan-Americanos) Brasil passa por Porto Rico e vai disputar o ouro

A Seleção Brasileira está garantida na decisão da medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. A equipe dirigida pelo técnico Rubinho bateu Porto Rico por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/17 e 25/23, pela semifinais da competição. Na grande final, os brasileiros enfrentarão a Argentina, que venceu o Canadá, em partida que será realizada no domingo, às 16h (horário de Brasília), com transmissão da Record e do Sportv.

A primeira bola do jogo já foi disputada e o central Maurício Souza pontuou para o Brasil. A equipe verde e amarela começou bem e, no bloqueio, fez 3 a 1. Quando o placar apontou 4 a 1, Porto Rico pediu tempo. No comando do set, a seleção brasileira chegou a 9 a 5. Os porto-riquenhos se recuperaram e aproximaram no placar em 11 a 9. A boa vantagem foi mantida em 17 a 11. No bloqueio de Murilo Radke, 19 a 13. Com mais um ponto de bloqueio, o Brasil fez 23 a 15. No final, 25 a 16.

O segundo set começou com mais equilíbrio: 3 a 3. Com o oposto Renan, o Brasil colocou dois de vantagem em 6 a 4. Quando o placar foi para 9 a 5, a seleção de Porto Rico pediu tempo. Na volta, bloqueio da seleção brasileira. No bom saque do ponteiro Douglas, o time verde e amarelo fez 18 a 12. Em boa passagem de Otávio pelo saque, 20 a 13. Com ponto de saque de Murilo Radke, o Brasil fechou em 25 a 17.

Os porto-riquenhos começaram o terceiro set empolgados e abriram 3 a 1. O Brasil subiu no bloqueio triplo e chegou ao empate em 6/6. Com Maurício Souza pelo meio de rede, a equipe verde e amarela conseguiu mais um empate, desta vez em 11 a 11. Com bloqueio simples de Rafael Araújo, que havia acabado de entrar, o Brasil assumiu o comando do placar em 17 a 16. As equipes voltaram a estar empatadas em 20 a 20. No ace de Murilo, 22 a 20. No erro de saque do adversário, vitória do Brasil por 25 a 23.

“Esse é o meu primeiro Pan e já estou na final. Foi difícil o caminho, jogos bem complicados, e agora temos que treinar bem amanhã para entrar em quadra com tudo no domingo. Estamos muito felizes, principalmente pela comissão técnica ter acreditado nesse time mais jovem e temos que aproveitar essa chance. Vamos com tudo para a final”, disse o oposto Renan.

“Estar nessa final é incrível. Não tem como descrever. Minha primeira final com a seleção adulta, jogando de titular, e estou muito feliz. Além disso, estou confiante para domingo. Hoje, estávamos ganhando fácil de 2 a 0 e demos uma desconcentrada, mas conseguimos voltar e fizemos um bom terceiro set”, comentou o ponteiro Douglas Souza.

“Fomos muito bem na virada de bola e temos que tentar manter isso para a final. Acho que a Argentina vai vir com mais vontade do que no outro jogo e temos que estudar muito bem o jogo deles (...) Estou na seleção há 10 ano desde a base e é sempre um orgulho. Estar com a camisa da seleção é um sonho”, disse o levantador Murilo Radke.

foto: William Lucas/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário