sexta-feira, 12 de junho de 2015

(Liga Mundial) No primeiro jogo fora de casa, Brasil perde para a Sérvia

Depois de quatro vitórias seguidas, a Seleção Brasileira sofreu o primeiro resultado negativo nesta Liga Mundial. A equipe verde e amarela acabou superada pela Sérvia, por 3 sets a 2, parciais de 22/25, 23/25, 25/23, 25/21 e 15/13, no ginásio SPC Vojvodina, em Novi Sad, casa do adversário. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 15h10min, desta vez na cidade de Belgrado.

O Brasil saiu na frente e, mas, bem no bloqueio, a Sérvia virou o placar e fez 5 a 3. O Brasil buscou e, com Wallace, deixou tudo igual: 6 a 6. No primeiro tempo técnico, vantagem brasileira por um ponto (8 a 7). A equipe brasileira abriu e na bola de Bruninho, fez 11 a 8. Neste momento, a seleção da casa pediu tempo. O Brasil seguiu bem e, com Lucarelli, chegou a 16 a 12. No ponto de saque de Wallace, o time brasileiro fez 18 a 13. Murilo pontuou e levou a seleção brasileira a fazer 21 a 17. Em boa passagem de Atanasijevic pelo saque, a Sérvia diminuiu a vantagem para 21 a 20. Rubinho parou o jogo. Na volta, Isac pontuou (22 a 20) e, com Lucarelli, o Brasil fechou em 25 a 22.

A equipe brasileira saiu na frente também no segundo set e com Wallace mantendo o bom aproveitamento no ataque, fez 3 a 1. O set ganhou equilíbrio com o empate em 5 a 5. Em grande saque de Wallace, o Brasil chegou a 9 a 6 e forçou o adversário a mexer no time. A diferença no placar esteve em dois pontos a favor dos brasileiros (13 a 11). No segundo tempo técnico, a equipe do Brasil fez 16 a 14 e, na volta, com Wallace, garantiu mais um ponto. A Sérvia, então, encostou em 19 a 18 e, depois, empatou em 19 pontos. Mas a seleção brasileira não permitiu maior reação dos adversários e, depois de grande jogada, fez 23 a 20. Os sérvios encostaram em 24 a 23, mas, com Lucão, o Brasil fechou em 25 a 23.

Assim como no segundo set, a seleção brasileira abriu 3 a 1 logo no início da terceira parcial. A Sérvia buscou e, contando com erros do Brasil, virou o placar: 4 a 3. A equipe brasileira não permitiu que o set ficasse fácil para o adversário e, com Wallace, fez 7 a 6. O jogo seguiu com equilíbrio e as equipes empataram novamente em 11 pontos. Com Lucarelli, o time brasileiro colocou dois de vantagem (13 a 11), mas os sérvios reagiram, viraram o set e fizeram 16 a 13. Na inversão, William entrou e conseguiu ponto de saque, reduzindo a desvantagem: 16 a 15. Contando com erro do Brasil, a Sérvia chegou a 21 a 19. O final do set seguiu com equilíbrio, com um de vantagem para os donos da casa em 22 a 21. A equipe sérvia ainda chegou a 24 a 22 e fechou em 25 a 23.

Embalada pela vitória no set anterior, a Sérvia começou bem também na quarta parcial e fez 4 a 2. Depois de bom saque de Bruninho, Isac aproveitou e o Brasil deixou tudo igual: 5 a 5. Com raça, a equipe brasileira lutou e manteve o set igual em 10 a 10. Depois de uma bola bastante disputada, o Brasil virou em 12 a 11. O equilíbrio permaneceu em 15 a 15. No ace de Lisinac, a Sérvia chegou a 17 a 15. Os donos da casa chegaram a abrir 20 a 17 e, quando fizeram 22 a 19, Rubinho pediu tempo. Contando com o apoio da torcida, a Sérvia fechou em 25 a 21.

O time da casa saiu na frente no set decisivo. As equipes estiveram empatadas em 4 a 4, e depois de uma bola bem disputada, a Sérvia passou a frente no marcador: 7 a 5. Quando a seleção sérvia fez 10 a 8, Rubinho pediu tempo. Com Lucarelli, o Brasil deixou em um a desvantagem: 11 a 10. Mas, embalado pela torcida, o time da casa levou a melhor e fechou o tie-break em 15 a 13.

“Fomos muito inconstantes. Nos outros, cometemos essa falha também, mas não tanto quanto hoje. Faltou manter o bom ritmo que conseguirmos impor nos dois primeiros sets, quando agredimos bastante no saque. No terceiro e no quarto já não foi tão bom, assim como no quinto”, comentou o oposto Wallace.

“Estamos desapontados. Nós paramos de sacar e defender bem e, em geral , perdemos o foco após os dois primeiros sets. E a Sérvia fez um bom jogo. Está de parabéns”, disse o técnico Rubinho, que comanda a seleção brasileira enquanto Bernardinho cumpre suspensão imposta pelo painel disciplinar na Federação Internacional de Vôlei.

Equipes:

Brasil: Bruninho, Wallace, Isac, Lucão, Lucarelli, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Lipe, Riad, Vissotto, William
Técnico: Rubinho

Sérvia:
Ivovic, Petric, Jovovic, Atanasijevic, Podrascanin, Lisinac e Majstorovic (líbero)
entraram: Katic, Kovacevic, Okolic, Starovic
Técnico: Nikola Grbic

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário