sexta-feira, 5 de junho de 2015

(Liga Mundial) Brasil supera Austrália no primeiro jogo em São Bernardo

A Seleção Brasileira segue com 100% de aproveitamento na Liga Mundial 2015. Depois de vencer os dois primeiros jogos, contra a Sérvia, a equipe verde e amarela bateu a Austrália, nesta sexta-feira, no ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo. O time comandado pelo técnico Rubinho aplicou 3 sets a 1, parciais de 25/20, 21/25, 25/19 e 25/18. No próximo domingo, às 10h, as duas seleções voltam a se enfrentar no mesmo local.

Brasil e Austrália começaram fazendo um jogo equilibrado e o desempate depois de 7 a 7 veio no erro de saque dos australianos. Depois de bom saque de Murilo, a equipe da casa fez 11 a 10. No ace de Lucão, a seleção brasileira abriu três de vantagem (14 a 11) e forçou a Austrália a pedir tempo. A diferença se manteve em três pontos em 18 a 15. Já na reta final, com Lipe, o Brasil fez 23 a 20. No ponto de saque do mesmo ponteiro, o placar foi para 24 a 20. E foi novamente com Lipe que o Brasil fechou em 25 a 20.

A Austrália começou melhor o segundo set e abriu boa vantagem em 12 a 8. O time visitante seguiu no comando do marcador. No bloqueio de Lucão, a vantagem adversária reduziu para 16 a 13. Mesmo com o oposto Evandro pontuando bem, os australianos fizeram 18 a 15. Depois de grande recuperação do levantador William, Evandro pontuou, o placar foi para 19 a 17 para a Austrália e o ginásio comemorou. O Brasil buscou e, em combinação de Raphael com Éder, deixou tudo igual: 21 a 21. A Austrália pediu tempo. Na volta, pontuou e fez 23 a 21. Foi a vez da seleção brasileira parar o jogo. A Austrália seguiu bem e fechou em 25 a 21.

O time visitante teve novamente um início bom, no comando do placar. No bloqueio de Murilo, o Brasil deixou tudo igual em 6 a 6. A Austrália, então, reassumiu o comando do marcador e fez 9 a 6. Riad entrou para sacar no lugar de Lucão e, na sequência, Lipe virou para a seleção brasileira: 11 a 10. Com dois pontos seguidos de Murilo, no ataque e no bloqueio, a equipe da casa chegou a 17 a 14. No bloqueio de Riad, 19 a 15. No final, melhor para a seleção brasileira, que fechou em 25 a 19.

No quarto set foi a vez do Brasil começar melhor e fazer 4 a 2. A Austrália chegou ao empate em 6 pontos e, com Murilo, a equipe da casa fez 7 a 6. O set seguiu com equilíbrio até Evandro contra-atacar e colocou três de vantagem: 12 a 9. Em boa passagem de Riad pelo saque, o Brasil seguiu pontuando e chegou a colocar sete de frente (17 a 10). Evandro pontuou e o Brasil fez 20 a 13. As equipes seguiram pontuando proporcionalmente e a seleção brasileira venceu por 25 a 18.

“Há tempos não fazia uma partida boa como essa de hoje, conseguindo ajudar também no ataque. Hoje consegui pontuar mais, tivemos um bom volume de jogo e isso foi importante. Nossa defesa esteve bem, tocando no bloqueio, e isso cria mais opções. Quando conseguimos ter esse volume de jogo, apresentamos um bom voleibol”, disse o ponteiro Murilo, que anotou 12 pontos.

“Começamos cometendo muitos erros de saque, mas o jogo é assim. Buscamos adaptação ao longo da partida e deu certo. Hoje vimos que não tem favoritismo no vôlei. O time que conseguir uma boa sequência de saques em um set pode ganhar uma partida”, destacou o oposto Evandro.

Equipes:

Brasil: William, Evandro, Éder, Lucão, Lipe, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Lucas Lóh, Rapha, Wallace e Riad
Técnico: Rubinho

Austrália: Guymer, Sanderson, Edgar, Mote, Walker, Sukovchev e Perry (líbero)
entraram: Nathan, Bell, Ewen e Williams
Técnico: Roberto Santilli

foto: Alexandre Arruda/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário