segunda-feira, 22 de junho de 2015

(Liga Mundial) Brasil dá o troco na Itália e vence em Firenze

Brasil x Itália no vôlei masculino sempre tem emoção e equilíbrio. Mas, depois de um 3 a 2 favorável aos italianos na última sexta-feira, neste domingo, a equipe verde e amarela teve menos dificuldades e levou a melhor ao vencer por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/22 e 25/16, no Nelson Mandela Forum, em Firenze. O jogo, válido pela quarta semana da Liga Mundial, contou com um público de cerca de 7 mil torcedores.

Após oito jogos, realizados nas quatro primeiras semanas da competição, o Brasil é líder do Grupo A, com 18 pontos após seis vitórias e apenas dois resultados negativos. A próxima parada da Seleção Brasileira será a Austrália, onde enfrenta os donos da casa no próximo fim de semana, dias 27 e 28 de julho.

O Brasil abriu o placar do jogo no ataque de Isac. Com Evandro e novamente Isac, desta vez no bloqueio, a equipe brasileira abriu 3 a 0. A Itália reagiu e, com Birarelli, encostou no marcador: 5 a 4. No primeiro tempo técnico, a vantagem do Brasil era de três: 8 a 5. Com o oposto Evandro pontuando bem, a equipe visitante fez 10 a 7. No ponto de saque de Evandro, 13 a 10. Mais uma vez com o oposto no ataque, o Brasil fez 16 a 14 na segunda parada técnica. Os italianos, então deixaram tudo igual em 16 a 16. O Brasil voltou a abrir dois pontos (19 a 17) e o adversário pediu tempo. Com Lucarelli, o placar foi para 21 a 19. A reta final do set ganhou em equilíbrio quando o placar esteve igual em 23 a 23. Mas, com Isac no ataque e Evandro no bloqueio, o Brasil fechou em 25 a 23.

O segundo set teve um início melhor para a Itália, que fez 3 a 1. O Brasil buscou e, no bloqueio de Lucão, assumiu o comando do marcador em 6 a 5. As equipes estiveram empatadas em 8 a 8 e, no ace de Bruninho, o time brasileiro colocou um de vantagem. Com Lucão, o Brasil esteve dois a frente: 14 a 12. Em boa passagem do levantador Bruno pelo saque, a equipe brasileira fez 17 a 14. Com bons saques do oposto Vettori, a Itália encostou no marcador e quando fez 21 a 20, Rubinho pediu tempo. Assim como na parcial anterior, o final teve muita disputa e equilíbrio, com vantagem para o Brasil em 23 a 21. Com Isac, a seleção brasileira fez 24 a 22 e, com Evandro, 25 a 22.

O Brasil manteve o bom ritmo no começo do terceiro set e colocou três de vantagem no placar em 8 a 5. No ace de Lucão, a seleção brasileira aumentou a diferença para 11 a 7. No bloqueio de Murilo, 13 a 8. Mantendo uma certa tranquilidade no jogo, o time dirigido pelo técnico Rubinho se distanciou em seis pontos (16 a 10) no segundo tempo técnico. Com ponto de bloqueio de Evandro, a diferença aumentou para 17 a 10. A seleção brasileira assegurou a vantagem no marcador (22 a 16). No final, 25 a 16.

“Tivemos uma consistência de jogo bem legal e isso facilitou o meu trabalho. Sacamos bem, tivemos um percentual de ataque alto e conseguimos bloquear bem, algo que estávamos enfrentando um pouco de dificuldades. Com um bom desempenho na defesa, conseguimos ter um volume de jogo satisfatório”, explicou o oposto Evandro.

“Nosso saque entrou um pouco mais. Nosso sistema defensivo, principalmente o bloqueio, também funcionou melhor e o ofensivo funcionou mais fácil. Eles tiveram alguns erros e nós conseguir jogar bem melhor hoje (domingo)”, disse o ponteiro Lucarelli, em relação a partida da última sexta-feira, quando os italianos venceram.

Equipes:

Brasil: Bruno, Evandro, Lucão, Isac, Murilo, Lucarelli e Serginho (líbero)
entraram: Raphael, Wallace, Lipe e Riad
Técnico: Rubinho

Itália: Travica, Vettori, Birarelli, Anzani, Zaytsev, Lanza e Colaci (líbero)
entraram: Saitta, Botto, Mengozzi e Randazzo
Técnico: Mauro Berruto

foto: FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário