domingo, 17 de maio de 2015

(Paranaense) Araucária e Maringá saem na frente na 1ª etapa

No início de maio teve inicio o Campeonato Paranaense. Considerada uma das competições mais bem organizadas e que contempla equipes de várias regiões do Estado, a edição deste ano teve sua fórmula modificada, bem parecida com o que ocorre na Liga Mundial, tudo para deixar o torneio mais interessante e equilibrado, algo que já se viu na primeira etapa.

No dia 2, no ginásio Costa Cavalcanti, o Foz do Iguaçu/Brasas English Course, que chegou as semifinais da Superliga B, perdeu para o ASPM/Araucária por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/13 e 25/19. Já na Vila Olímpica, em Maringá, o AMVP/Nobel derrotou o M.V. Selmer/Caramuru/Castro por 3 sets a 2, parciais de – 25/19, 25/17, 22/25, 20/25 e 15/10. No dia seguinte, a AMVP/Nobel voltou a vencer Castro, na Vila Olímpica, por 3 sets a 0, parciais de 25/12, 25/18 e 25/21, enquanto em Foz do Iguaçu, os donos da casa voltaram a perder para Araucária por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/12 e 27/25.

“Somos os atuais vice-campeões e estamos vindo de cinco finais seguidas. Estamos confiantes, treinamos duas, três vezes por semana com o time principal, mas os mais novos treinam todo dia. Com o novo formato o nível aumentou muito e com certeza os jogos ficarão muito mais difíceis. Acho que desta forma há uma valorização maior das equipes e do próprio campeonato e atrai mais público”, declarou o treinador Robson Xavier, do AMVP/Nobel.

“Participam do campeonato quatro equipes que investem e que nutrem sonhos mais altos. Teremos muita qualidade. Esse estilo é bacana, já participamos de campeonatos assim e foi muito bom. Pela visão da Federação é interessante investir e, se for bem sucedido, como eu acho que vai ser, que se perpetue. A questão da qualidade deve ser valorizada numa competição que reúne a elite do voleibol paranaense. Ter condições de enfrentar apenas grandes times é muito bom”, disse Everson Ribeiro, da ASPM/Araucária.

foto: Christian Rizzi/Foz do Iguaçu

Nenhum comentário:

Postar um comentário