quinta-feira, 28 de maio de 2015

Flamengo busca orçamento mínimo e quer Marcos Miranda

Nos próximos dias o Flamengo deve confirmar uma parceria com a UFJF para disputar a Superliga 2015/2016. Correndo atrás de patrocinadores, o rubro-negro carioca estaria bem perto de alcançar um orçamento mínimo necessário para formar um elenco competitivo para a principal competição do vôlei nacional. Entretanto, os dirigentes ainda esperam algumas definições que podem ser importantes para a qualificação do time.

“Estipulamos um valor mínimo para entrar, que não vai sair dos cofres do futebol. Será um patrocínio do vôlei. Talvez não sejamos campeões no primeiro ano, mas projetamos entrar nos playoffs e crescer até chegar lá (...) Estabelecemos até semana que vem para fazer levantamento de quanto a gente tem. Tem cinco empresas que já tenho uma perspectiva mínima e vamos conversar com o pessoal da CBV e de Juiz de Fora para ver o que fazer”, declarou o vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo, Alexandre Póvoa, em entrevista ao Lance.

Mesmo negando a intenção de emprestar a camiseta do Flamengo para qualquer equipe, a parceria com a UFJF é dada como certa, pois o clube mineiro já conta com uma estrutura mínima para a disputa da Superliga e tem vaga garantida na próxima edição da competição. O que ainda deve ser discutido é a realização de jogos em Juiz de Fora e no Rio de Janeiro, onde a equipe mandaria as partidas no ginásio do Tijuca Tênis Clube.

Quanto a comissão técnica e jogadores, o jornalista Daniel Bortoletto , também do Lance, dá como certa a contratação de Marcos Miranda, que estava no Canoas Vôlei, para ser o comandante da equipe. A presença do Flamengo, mesmo que ainda não oficial, já começou a movimentar o mercado e nomes como do levantador Marcelinho (ex-Sesi-SP) e do ponteiro João Paulo Bravo (ex-Brasil Kirin) são especulados no time.

foto: Alexandre Arruda/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário