segunda-feira, 23 de março de 2015

(Superliga) Sesi-SP mostra sua força e derrota Funvic/Taubaté no 1º jogo

O Sesi-SP foi até o ginásio Abaeté e não se intimidou com a forte da Funvic/Taubaté vencendo por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 27/25, 28/30 e 25/19, no primeiro jogo entre as equipes pelas semifinais da Superliga 2014/2015. Com o resultado, a equipe paulistana joga por mais uma vitória, no dia 31 de março, no ginásio da Vila Leopoldina, para chegar a decisão. Já o time do Vale do Paraíba precisa ganhar para forçar um terceiro duelo, novamente em Taubaté.

O central Lucão abriu o placar do jogo com ponto de bloqueio para o Sesi-SP. O time visitante seguiu melhor e, no ace de Théo, fez 3 a 1. A Funvic/Taubaté buscou e, em boa passagem de Lipe pelo saque, deixou tudo igual: 3 a 3. No ponto de saque de Lorena, a equipe da casa assumiu o comando do marcador em 6 a 5. Com dois bloqueios consecutivos, o Sesi-SP fez 8 a 7. No erro do adversário, a equipe visitante abriu três de vantagem (12 a 9) e Cézar Douglas pediu tempo. Com Théo bem no saque, o Sesi-SP aumentou a diferença para 14 a 9. Com Riad, o Sesi-SP fez 17 a 11. Quando a vantagem caiu um pouco (20 a 16), o Sesi-SP parou o jogo. O Taubaté voltou a pontuar e, no bloqueio de Dante, se aproximou no placar em 21 a 18. Mas, o time da capital paulista não permitiu a reação do adversário e fechou em 25 a 21.

Assim como no primeiro set, Lucão foi responsável pelo primeiro ponto no segundo, também no bloqueio. O time do Sesi-SP manteve o bom ritmo e fez 3 a 0. Com ponto de Lorena no contra-ataque, a Funvic/Taubaté deixou tudo igual: 4 a 4. Depois de bom saque de Dante, a equipe da casa fez 9 a 8. A parcial seguiu com equilíbrio: 14 a 14. Quando o Sesi-SP passou a frente e fez 17 a 16, o técnico Cézar Douglas pediu tempo. O time visitante colocou dois de vantagem no ace de Riad: 22 a 20. O Taubaté, então, buscou e, depois de bom saque de Lorena, empatou em 22 a 22. No bloqueio, virou em 23 a 22. O Sesi-SP fez 24 a 23 e o time da casa parou o jogo. O set seguiu disputado (25 a 25). No final, melhor para o Sesi-SP, que fechou em 27 a 25.

Lucão abriu o placar também do terceiro set. A Funvic/Taubaté reagiu e, em boa passagem de Raphael pelo saque, fez 4 a 2. Com ponto de bloqueio, os donos da casa aumentaram a vantagem para 7 a 4. Com mais um bloqueio, desta vez de Dante, o Taubaté fez 8 a 5. E foi no mesmo fundamento que chegou a 9 a 5. E foi também com boa atuação no bloqueio, principalmente com Riad, que o Sesi-SP encostou em 13 a 12. A Funvic/Taubaté voltou a pontuar bem e, quando fez 15 a 12, Pacheco pediu tempo. O time da casa aumentou a diferença: 17 a 13. No bom saque de Riad, o Sesi-SP se aproximou (17 a 15) e Cézar Douglas pediu tempo. Riad voltou com potência no saque e virou o placar a favor do seu time: 18 a 17. A reta final foi mais uma vez equilibrada, com vantagem de um ponto para o Sesi-SP (21 a 20). Com dois pontos de saque consecutivos de Sidão, o Taubaté virou o jogo e fez 22 a 21. No ace de Lucão, 23 a 22 para o Sesi-SP. Com Lipe, 24 a 23 para o time da casa. O empate em 28 a 28 deixou o set ainda mais emocionante. No bloqueio de Sidão, a Funvic/Taubaté fechou em 30 a 28.

Repetindo a história das parciais anteriores, Lucão abriu o placar. Com Maurício bem no saque, o Taubaté/Funvic deixou tudo igual no placar (5 a 5). No erro do time da casa, o visitante fez 8 a 7. Com dois bloqueios seguidos, o Sesi-SP aumentou a vantagem para 10 a 7. Com Riad explorando o bloqueio adversário, o time visitante chegou a 12 a 9. O Sesi-SP fez 14 a 10 e Cézar Douglas pediu tempo. Com ponto de bloqueio, a equipe da capital paulista fez 16 a 11 e se manteve no comando do marcador com tranquilidade (20 a 13). No set menos apertado de todo o jogo, o Sesi-SP não deu muitas chances ao adversário, abriu 23 a 16, e fechou em 25 a 19.

“O nosso time todo jogou bem hoje e isso é fundamental. Com um ou dois bem, não dá para vencer. Eu venho tendo um crescimento bom nessa reta final de competição, principalmente depois de melhorar o entrosamento com o Marcelinho. Depois que pegamos essa confiança, tudo melhorou muito. Minha principal arma sempre foi o ataque, é onde eu mais consigo ajudar a equipe, e consegui crescer nos outros fundamentos também. Está dando tudo certo nessa reta final”, destacou o central Lucão.

“Sabíamos que, para ter sucesso, teria que enfrentar um jogo intenso. Fizemos um bom jogo, mas talvez tenhamos falhado um pouco na virada de bola com os ponteiros e temos que melhorar. Mas, uma semifinal tão dura, com um adversário tão forte como esse, algumas falhas vão acontecer. O mais importante é que o time jogou muito bem e está de parabéns”, disse o treinador Marcos Pacheco.

“No jogo de hoje, eles estiveram mais equilibrados durante a partida do que a nossa equipe. Não conseguimos ser eficientes nas nossas melhores características. Agora temos que trabalhar muito, nesse período que temos pela frente. Precisamos nos recuperar primeiro desse jogo, estudar bem cada situação que vivemos, de positivo e negativo, para conseguirmos entrar mais equilibrado no próximo jogo”, analisou o técnico Cézar Douglas. 

Equipes:

Funvic/Taubaté: Raphael, Lorena, Maurício, Sidão, Lipe, Dante e Felipe (líbero)
entraram: Léozão, Deivid, Diego e Thiago Sens
Técnico: Cézar Douglas

Sesi-SP: Marcelinho, Théo, Lucão, Riad, Lucarelli, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Thiaguinho, Mão e Maurício
Técnico: Marcos Pacheco

foto: Jonas Barbetta

Nenhum comentário:

Postar um comentário