terça-feira, 17 de março de 2015

(Superliga) Sesi-SP ganha do Ziober/Maringá e fecha serie por 2 a 1

No terceiro e decisivo jogo do confronto válido pelas quartas de final da Superliga 2014/2015, o Sesi-SP venceu o Ziober/Maringá por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/20 e 25/22, no ginásio da Vila Leopoldina. Com a vitória, o time paulistano fechou a série melhor de três jogos por 2 a 1, pois já havia vencido a primeira partida em casa, enquanto a equipe paranaense venceu no Chico Neto.

O ponteiro Diogo marcou o primeiro ponto do jogo a favor do Ziober/Maringá. Depois de bom saque de Lucarelli, Murilo matou a bota fácil e o Sesi-SP fez 7 a 5. O set seguiu com equilíbrio, com o time da casa com pequena vantagem (12 a 10). O Sesi-SP conseguiu três de vantagem depois do ponto de Theo e chegou a 16 a 13. Quando o placar mostrava 20 a 17 para a equipe paulista, o técnico do Ziober/Maringá, Horacio Dileo, pediu tempo. No primeiro ponto de bloqueio do jogo, com Riad, o Sesi-SP fez 22 a 17. Na sequência, o time da casa fechou em 25 a 20.

O Sesi-SP manteve o bom ritmo no início do segundo set e abriu 4 a 1. No ponto de saque de Diogo, o Ziober/Maringá encostou no placar em 5 a 4. No bloqueio de Lucão, a equipe paulista colocou quatro de vantagem (10 a 6) e forçou Horacio Dileo a pedir tempo. Com mais um bloqueio do central do Sesi-SP, o placar foi para 13 a 7. A diferença caiu um pouco (17 a 13) e Marcos Pacheco pediu tempo. No forte contra-ataque de Lucarelli, o time da casa fez 23 a 17. Depois, com Aracaju, que havia acabado de entrar, o Sesi-SP repetiu o placar: 25 a 20.

O terceiro set começou com mais equilíbrio, com as equipes empatadas em 7 a 7. No bloqueio de Bomba, o Ziober/Maringá colocou dois de vantagem em 11 a 9. Com Lucão inspirado, o Sesi-SP deixou tudo igual novamente: 11 a 11. E foi no bloqueio dele que o time paulista virou e fez 12 a 11. O Ziober voltou a comandar o placar e, no bloqueio de Piá, fez 16 a 14. O set voltou a assumir o comando do marcador (18 a 17) e Dileo pediu tempo. A parada não influenciou e o Sesi-SP seguiu bem na parcial. No final, vitória por 25 a 22.

“A nossa equipe está de parabéns. Foi uma serie muito dura, a equipe deles jogou muito bem e nos colocou em muita dificuldade. Hoje fizemos uma excelente apresentação, mas precisamos melhorar muita coisa. Estávamos em uma pressão grande, jogando em casa, mas tivemos os nervos no lugar e conseguimos essa classificação que nos coloca em uma semifinal, que, com certeza vai ser muito difícil”, disse o levantador Marcelinho.

“A nossa equipe foi pouco regular no primeiro turno, quando tivemos algumas dificuldades. Depois recuperamos no returno e fizemos uma boa série contra o Sesi-SP. Fizemos um segundo jogo muito bom, mas sabemos que a equipe deles foi montada para vencer a Superliga. Fizemos o máximo e o Ziober está de parabéns. Mostramos que é possível jogar de igual para igual”, destacou o levantador Ricardinho.

O adversário do Sesi-SP sairá da disputa pela última vaga na semifinal. O último confronto das quartas de final será entre a Funvic/Taubaté e o Canoas Vôlei, que fazem a terceira e última partida da série nesta terça-feira, às 21h30min, no ginásio do Abaeté.

Equipes:


Sesi-SP: Marcelinho, Theo, Lucão, Riad, Lucarelli, Murilo e Serginho (líbero)
entraram: Thiaguinho, Mão e Aracaju
Técnico: Marcos Pacheco

Ziober/Maringá: Ricardinho, Rivaldo, Bomba, Mudo, Diogo, Renato e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Luan, Gelinski, Piá e Matheus
Técnico: Horacio Dileo

foto: Lucas Dantas/Sesi-SP/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário