domingo, 15 de março de 2015

(Superliga) Minas Tênis não toma conhecimento do Brasil Kirin e vai a semi

Mesmo jogando no ginásio do Taquaral, o Minas Tênis Clube não tomou conhecimento do Brasil Kirin e venceu por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/17 e 28/26, no segundo jogo do confronto válido pelas quartas de final da Superliga 2014/2015. Com isso, a equipe de Belo Horizonte, que já havia vencido o primeiro duelo, se classificou para as semifinais, onde vai encarar o Sada/Cruzeiro.

Uma bola rápida de Otávio pelo meio abriu o placar da partida em favor do Minas. Com um ace, Vini virou para os donos da casa, 4 a 3. Com erro de ataque do Brasil Kirin o time mineiro voltou ficar na frente e no contra-ataque do cubano Escobar aumentou a vantagem, 6 a 4. Bruno Canuto ampliou a diferença com um ataque em diagonal pela entrada, 11 a 5. Escobar veio voando do fundo para marcar mais um para os visitantes, 16 a 9. A equipe de Minas Gerais continuou dominando as ações no set e fechou em 25 a 16 depois de mais um ataque do oposto cubano Escobar.

O central Otávio estreou o marcador na segunda parcial com um bloqueio sobre Gustavão. Mais ligado na partida, o time mineiro abriu vantagem em 4 a 1. O Brasil Kirin reagiu e encostou em 7 a 6, obrigando o técnico do Minas, Nery Tambeiro, parar o jogo. Os visitantes retomaram as rédeas da partida e voltaram a abrir, Bruno Canuto, com um ace, fez 13 a 8. Escobar aproveitou o contra-ataque pela saída e fez 19 a 12. O time mineiro manteve a regularidade na virada de bola e venceu a segunda parcial em 25 a 17 com o ataque para fora do oposto Baiano da equipe campineira.

Assim como nas parciais anteriores os visitantes começaram melhor. Com uma bola de segunda de Everaldo o Minas abriu 6 a 3. O cubano Escobar em mais um ataque potente, marcou 13 a 9 para o time mineiro. Os visitantes seguiram administrando a vantagem, mas na reta final do set os donos da casa reagiram, com o erro de ataque de Escobar, igualaram o placar, 21 a 21. Com um match point contra, Vini entrou no saque e o Brasil Kirin assumiu a liderança em 25 a 24. O time de Minas Gerais retomou a frente e fechou em 28 a 26.

“O time entrou concentrado. A comissão técnica nos passou as instruções que funcionaram dentro de quadra, fizemos tudo direitinho do jeito que eles pediram. O resultado ter sido três a zero foi consequência. Estamos classificados para as semifinais e vamos com tudo”, declarou o central Otávio.

“O time entrou concentrado, a comissão técnica marcou bem, fizemos tudo direitinho. Foi consequência do bom trabalho. Graças a Deus, estamos na semifinal. Vamos com tudo”, disse o treinador Nery Tambeiro.

“Tivemos desfalques importantes durante a temporada, mas isso não é desculpa. Lutamos a cada momento para dar nosso melhor em quadra e hoje não foi diferente. Infelizmente não saímos com a vitória. Agradeço muito ao torcedor que sempre está ao nosso lado, mesmo em momentos como esse”, avaliou o ponteiro Ary.

Equipes:

Brasil Kirin: Vini, Sandro, João Paulo Bravo, João Paulo Tavares, Gustavão, Luizinho e Alan (líbero)
entraram: Jotinha, Baiano e Ary
Técnico: Alexandre Stanzioni

Minas Tênis Clube: Escobar, Everaldo, Samuel, Bruno Canuto, Flávio, Otávio e Lucianinho (líbero)
entraram: Felipe, Franco e João
Técnico: Nery Tambeiro

foto: Brasil Kirin/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário