terça-feira, 10 de março de 2015

(Superliga) Minas Tênis aplica 3 sets a 0 e sai na frente do Brasil Kirin

O quarto e último jogo da primeira rodada das quartas de final da Superliga 2014/2015 seguiu o mesmo ritmo dos três primeiros: vitória do time da casa, por 3 sets a 0. O Minas Tênis Clube recebeu o Brasil Kirin e venceu com parciais de 25/21, 25/21 e 25/23, na Arena JK, e agora vai em busca de uma vitória no dia 15, às 10h30min, no ginásio do Taquaral, para chegar as semifinais. Já o time de Campinas precisa vencer em casa para forçar um novo duelo em Belo Horizonte.

A primeira bola do jogo já foi extremamente disputada e, no ataque para fora do adversário, o Brasil Kirin abriu o placar do jogo. A equipe de Campinas seguiu melhor e abriu 4 a 2. Com dois pontos seguidos de bloqueio do central Otávio, o Minas chegou ao empate em 7 a 7. Com o central Gustavão, o Brasil Kirin voltou a abrir vantagem em 15 a 12. O time mineiro buscou e, no bloqueio de Escobar, deixou tudo igual: 16 a 16. Na reta final, no bloqueio do levantador Everaldo, o Minas colocou um de vantagem (20 a 19). Com Escobar bem no ataque, o time da casa seguiu pontuando e fez 23 a 19. Na sequência, o Minas fechou em 25 a 21.

A equipe mineira voltou embalada para o segundo set e fez 4 a 2. No erro do adversário, o Brasil Kirin chegou ao empate em 7 a 7. O set seguiu com equilíbrio (11 a 11) e, com dois bloqueios consecutivos do central Flávio, o Minas colocou três de vantagem em 14 a 11. Neste momento, Alexandre Stanzioni pediu tempo. A equipe da casa voltou a abrir três em 16 a 13. Em boa passagem de Bruno Canuto pelo saque, o Minas colocou cinco de frente (19 a 14). Com Gustavão, o Brasil Kirin reduziu a diferença em 22 a 19. Mas a equipe mineira não permitiu maior reação do adversário e fechou o set em 25 a 21.

Disposto a mudar a história do jogo, o Brasil Kirin entrou com ritmo forte no terceiro set e abriu 4 a 1, forçando Nery Tambeiro a pedir tempo. Na volta, no bloqueio do time de Campinas e 5 a 1 no placar. A equipe paulista seguiu bem e fez 11 a 7. O Minas buscou e diminuiu a diferença para 12 a 10. No forte ataque de Samuel, o time da casa deixou tudo igual (15 a 15). E foi com o ponteiro que o Minas assumiu o comando do marcador na jogada seguinte. A equipe minastenista assegurou a vantagem e fez 21 a 20. Já no final, depois de bom saque de Vini, João Paulo Tavares conseguiu o ponto e o placar ficou igual: 23 a 23. Mas, Escobar fechou o set em 25 a 23.

“Tivemos um bom plano de jogo nesta partida. Estudamos muito a equipe deles essa semana, já tínhamos feito outros jogos antes e sabíamos como eles jogam. Hoje, nossa equipe conseguiu encaixar o que tinha estudado e deu certo”, comentou o ponteiro Samuel. 

“Tivemos um equilíbrio emocional muito bom. Nossa equipe já vinha jogando bem, mas havia a dúvida de como seria nos playoffs, já que praticamente todo o time nunca tinha participado dessa fase. Tivemos uma baixa no terceiro set, o que faz parte até de uma equipe jovem, mas tivemos maturidade emocional para nos recuperarmos. Conseguimos jogar com tranquilidade, nossa diretoria passou isso para os jogadores, e o time se desenvolveu bem”, disse o técnico Nery Tambeiro.

“Foi um jogo difícil e com algumas bolas duvidosas. Precisamos melhorar em alguns aspectos e reconhecer o mérito do adversário. Vamos trabalhar durante essa semana para reverter essa situação jogando em casa, ao lado do nosso torcedor”, afirmou o central Vini, que atuou como oposto.

Equipes:

Minas Tênis Clube
: Everaldo, Escobar, Flávio, Otávio, Samuel, Bruno Canuto e Lucianinho (líibero)
entraram: Felipe, Franco e Petrus
Técnico: Nery Tambeiro

Brasil Kirin: Sandro, Vini, Gustavão, Luizinho, João Paulo Tavares, João Paulo Bravo e Pará (líbero)
entraram: Alan, Jotinha, Baiano e Ary
Técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Orlando Bento/Minas Tênis Clube/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário