domingo, 15 de março de 2015

(Superliga) Jogando demais, Canoas derrota Funvic/Taubaté e empata serie

Emocionante. Só assim para descrever o que foi o segundo jogo da série melhor de três entre Canoas Vôlei e Funvic/Taubaté, que ocorreu no ginásio La Salle. Com toda a equipe jogando muito bem, o time gaúcho conquistou a vitória por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/21 e 29/27, forçando assim o terceiro confronto, que ocorrerá na próxima terça-feira, às 21h30min, no ginásio Abaeté.

Depois de bom saque, o ponteiro Lipe foi o responsável por marcar o primeiro ponto do jogo. Ainda com Lipe no saque, a Funvic/Taubaté fez 3 a 0. O Canoas reagiu e encostou em 6 a 5. E, com o ponteiro Alê, o time da casa chegou ao empate em 7 a 7. O Canoas assumiu o comando do marcador e, quando fez 10 a 8, Cézar Douglas pediu tempo. O set seguiu equilibrado, com a vantagem alternando para os dois lados. Sidão deixou tudo igual em 13 a 13. Depois do Canoas abrir boa diferença, o Taubaté/Funvic buscou e empatou em 17 a 17. A equipe da casa voltou a ficar na frente (20 a 18 e 22 a 19). No bloqueio de Sidão, o time visitante encostou em 22 a 21 e Marcos Miranda pediu tempo. Na volta, o Vôlei Canoas fechou em 25 a 22.

Assim como no primeiro set, a Funvic/Taubaté começou melhor e fez 4 a 1. No ace de Alê, o Vôlei Canoas encostou em 4 a 3. Na sequência, no erro do adversário, a equipe da casa chegou ao empate (4 a 4). Quando o placar foi para 6 a 4, Taubaté pediu tempo. Contando com erros do adversário, o Canoas chegou a 9 a 6. A diferença se manteve em 14 a 11. Com Quiroga no ataque, o time gaúcho fez 16 a 13. Na reta final do set, o Canoas fez 21 a 18. Quando o placar apontava 23 a 20 a favor do time mandante, o técnico Cézar Douglas parou o jogo. Na volta, ace de Quiroga e 24 a 20. No final, melhor para o Canoas, que venceu por 25 a 21.

A terceira parcial também teve um início equilibrado. Com Quiroga, o Canoas fez 5 a 4. Com o central Deivid, a Funvic/Taubaté assumiu o comando do marcador: 7 a 6. O time visitante seguiu na frente (12 a 8). Na sequência, a equipe paulista manteve o ritmo e fez 16 a 11. Contando com o apoio da torcida, o Vôlei Canoas reagiu e diminuiu a vantagem adversária (16 a 14). Com dois pontos seguidos, a Funvic/Taubaté distanciou: 18 a 14. Mas, mais uma vez, o Canoas buscou e encostou no placar em 19 a 18 e, com Dennis, chegou ao empate em 19 a 19. Um novo empate em 23 a 23 deixou a reta final do set ainda mais emocionante. A disputa seguiu ponto a ponto até o Vôlei Canoas fechar em 29 a 27.

“Não esperávamos por um 3 sets a 0 por ser um jogo tão difícil. Jogamos com o coração, como o nosso técnico pediu, nos dedicamos ao máximo e ponto a ponto. A nossa tática deu certo. Sacamos bem e conseguimos neutralizar mesmo o time deles sendo tão forte. Eles continuam sendo os favoritos, mas vamos para lá agora tentar buscar a vitória para passar para a semifinal”, disse o levantador Evandro.

“Tivemos dificuldade em rodas as bolas, erramos muito e, lógico, eles tiveram bastante méritos também. Defenderam muito bem e isso dificultou muito para o nosso lado. Tivemos um saque razoavelmente bom, mas o fato principal foi ter tido muita dificuldade para rodar a nossa bola”, explicou o ponteiro Lipe.

Equipes:

Funvic/Taubaté: Raphael, Lorena, Sidão, Maurício, Lipe, Dante e Felipe (líbero)
entraram: Rodrigo, Pedro e Thiago Sens
Técnico: Marcos Miranda

Canoas Vôlei: Evandro, Dennis, Gustavo, Tiago Barth, Alê, Quiroga e Jeffe (líbero)
entraram: Minuzzi, Clinty, Jardel
Técnico: Cézar Douglas

foto: Matheus Beck/Canoas Vôlei

Nenhum comentário:

Postar um comentário