segunda-feira, 23 de março de 2015

(Superliga B) Bento Vôlei/Isabela vence Upis/Brasília e vira semifinalista

No segundo jogo pelas quartas de final da Superliga B, o Bento Vôlei/Isabela venceu o Upis/Brasília por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/15 e 28/26, no ginásio municipal de Bento Gonçalves. Com o resultado, o time gaúcho encerrou a série em 2 a 0 e manteve a sua invencibilidade para as semifinais, onde enfrentará o Foz do Iguaçu, que eliminou a Apan/Blumenau.

Os 1.632 torcedores presentes no ginásio viram os visitantes imporem dificuldades para o time da casa. O Bento Vôlei/Isabela estava atrás no placar durante boa parte do set inicial, virou com dois aces seguidos do ponteiro Reffatti e chegou ao décimo sétimo ponto em números iguais com o adversário. Os nervos à flor da pele de ambas as equipes estavam visíveis nas constantes reclamações dos atletas com a arbitragem. E foi esse nervosismo que decidiu o primeiro set. Quando os mandantes venciam por 24 a 22, os líberos das duas equipes se desentenderam e levaram cartões vermelhos. No vôlei, a punição é convertida em ponto para o adversário. Por isso, o set terminou em 25 a 23. 

A torcida se tornou ainda mais participativa no segundo set. A equipe pareceu assimilar o apoio das arquibancadas. O que se viu foi, praticamente, uma reprise da atuação da primeira partida das quartas de final. Sacando muito bem e aproveitando a vantagem no bloqueio, os representantes de Bento Gonçalves foram superiores e venceram por 25 a 15. 

Precisando vencer apenas mais um set para garantir a classificação à semifinal, o grupo do Bento Vôlei/Isabela parecia ansioso. Os adversários aproveitaram os erros e abriram o último set na frente, chegando a ter o match point. A experiência do elenco bento-gonçalvense, contudo, falou mais alto. Depois de trocarem pontos, a equipe da casa fechou em 28 a 26, encerrando a partida em 3 a 0. 

“Acho que foi um pouco a ansiedade de querer fechar logo o jogo, isso acabou tirando um pouco a concentração, mas o que importa é que o objetivo foi alcançado”, avaliou o central Giovanni.

“Em função de como foi o jogo de quinta, nós esperávamos algumas mudanças por parte da equipe deles, então a gente demorou um pouquinho pra assimilar essas mudanças”, explicou o assistente técnico Carlão Mantovanelli. 

foto: Enio Bianchetti

Nenhum comentário:

Postar um comentário