sexta-feira, 20 de março de 2015

Ricardinho aceita desafio de voltar ao voleibol italiano

Depois de colocar o Ziober/Maringá na sexta posição da Superliga 2014/2015, o levantador Ricardinho acertou sua transferência para o Cucine Lube Banca Marche Macerata, da Itália. O campeão olímpico, que já atuou no país europeu por seis anos, chega para substituir Michele Baranowicz (lesionado) e ajudar a equipe a chegar ao título da Serie A1 na temporada.

“A proposta surgiu de utilíssima hora (...) Foi uma decisão que tive de tomar (...) A diretoria tem total liberdade para trabalhar, mas é claro que existe a teleconferência e são só 40 dias. Não vou estar fisicamente aqui, mas continuo tomando conta (...) Tem muita gente que jogou comigo que hoje é técnico ou diretor de clubes. Vamos trocar muita informação, com certeza, e quem sabe até repatriar algum brasileiro que não é muito conhecido aqui, mas se destaca por lá”, declarou Ricardinho, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo.

Como afirmou, Ricardinho é presidente do Maringá Vôlei e mesmo longe do Paraná seguirá de olho nas ações da equipe visando a temporada 2015/2016. Já na Itália, atualmente, o Macerata está na terceira posição, com 51 pontos, três a menos que o Modena (do levantador Bruninho), que lidera a Serie A1, e briga por uma melhor posição de olho na vantagem nos playoffs.

foto: Alexandre Arruda/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário