sábado, 28 de fevereiro de 2015

(Superliga) Sonhando com vaga, UFJF recebe lanterna São Bernardo

Neste sábado, às 21h30min, a UFJF enfrenta o São Bernardo, no ginásio da faculdade de educação física, em Juiz de Fora, pela 11ª rodada do returno da Superliga 2014/2015. Com 23 pontos e ocupando o 10º lugar, a equipe mineira ainda busca a classificação, lutando por uma vaga com Voleisul (25 pontos) e Montes Claros (26 pontos). Já o time do ABC paulista aparece na lanterna, com cinco pontos, e quer terminar a competição com dignidade.

Para conquistar a vaga nas quartas de final, a UFJF precisa vencer a partida por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1, conseguindo, assim, três pontos na tabela, além de torcer para Montes Claros e Voleisul/Paquetá Esportes não pontuarem em seus jogos contra Brasil Kirin e Minas Tênis Clube, respectivamente. A intenção de todos na equipe de Juiz de Fora é pensar exclusivamente no São Bernardo e depois conferir o que ocorre nas outras partidas da rodada.

“É um jogo importantíssimo para as nossas pretensões na Superliga. Para somarmos três pontos e continuarmos com chances de classificação, temos que entrar com foco total. Não podemos criar uma armadilha para nós mesmos, pensando que o São Bernardo não jogará para valer, devido à pontuação que tem. O fato de eles virem para cá sem responsabilidades, sem terem o que perder na Superliga, torna o jogo perigoso. Então precisamos entrar muito fortes e focados para buscarmos a vitória. E esperamos, ao final da vitória, comemorar a possível classificação”, disse o treinador Alessandro Fadul.

Pelo lado do São Bernardo, a campanha ruim não é motivo para tristeza, já que a edição desta temporada da Superliga serviu para o treinador Douglas Chiarotti testar vários atletas. Um exemplo é o jovem Nicolas Nardi, de 21 anos, que aparece como o quinto melhor bloqueador da competição, algo significativo em um time que está na última posição.

“É uma sensação boa estar entre os melhores, principalmente ao lado de tanta gente boa, de nome, que é um reconhecimento legal. Um incentivo. Apesar de eu ser um central não caracterizado como bloqueador, é bem legal (...) Foi uma boa temporada minha. Não comecei tão bem, devagar. Mas consegui correr atrás, joguei bastante e isso foi importante”, afirmou Nicolas.

Equipes:

UFJF: Tarcisio, Sérgio, Victor Hugo, Manius, Bergamo, Rodrigo e Fábio Paes (líbero)
Técnico: Alessandro Fadul

São Bernardo: Nicolas, Najari, André Santos, Igor, Edy, Fernando e Mendel (líbero)
Técnico: Douglas Chiarotti

foto: Alexandre Arruda/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário