(Superliga) Querendo manter boa fase, Canoas Vôlei encara Brasil Kirin

Nesta quarta-feira, às 21h, o Canoas Vôlei entra em quadra para enfrentar o Brasil Kirin, no ginásio La Salle, pela 6ª rodada do returno da Superliga 2014/2015. Ocupando a oitava posição, com 22 pontos, o time gaúcho quer a vitória para quem sabe alcançar o sexto lugar e ultrapassar Ziober/Maringá e Montes Claros. Já a equipe paulista, que hoje está na terceira colocação, com 36 pontos, quer vencer para esquecer a derrota na decisão da Copa Brasil. A partida terá transmissão do Sportv.

Embalado por quatro vitórias seguidas na competição, o Canoas Vôlei parece ter encontrado seu melhor voleibol desde a chegada do técnico Marcos Miranda. O ponteiro Rodrigo Quiroga e o oposto Dennis estão vivendo uma ótima fase, porém a experiência e liderança em quadra do central Gustavo e a habilidade do jovem Alê dão equilíbrio ao time gaúcho.

“O entrosamento do time demorou a chegar, pois iniciamos a preparação mais tarde do que as outras equipes. Também jogamos muitas partidas sem o grupo completo, o que atrapalhou a formatação da equipe. O ataque começou de maneira modesta, mas hoje é confiável e com uma boa média de rendimento. A entrada do Alê trouxe tranquilidade e equilíbrio na recepção, o que faz com que o Quiroga apareça individualmente. Com um ataque forte, uma recepção mais equilibrada e saques forçados, ganhamos confiança e volume de jogo no sistema defensivo”, analisou o ex-jogador e agora estatístico Xanxa.

“Será um jogo difícil, pois mesmo com as contusões do Wallace, do Alan e do Michael, o time campineiro chegou à decisão da Copa Brasil. No entanto, nós também estamos em uma boa fase e temos treinado bastante para essa partida. Evoluímos como equipe ao longo da Superliga e sabemos da importância desses jogos no segundo turno. O confronto desta quarta-feira tem tudo para ser um grande duelo”, disse o levantador Evandro.

Pelo lado do Brasil Kirin, o momento é de esquecer a derrota para a Funvic/Taubaté, em pleno Taquaral, e focar na Superliga. As ausências dos opostos Wallace e Michael prejudicam o trabalho do técnico Alexandre Stanzioni, porém Vini, que vem sendo improvisado na posição não vem comprometendo. A linha de passe, com João Paulo Bravo e João Paulo Tavares sente a falta de Alan, mais experiente que Pará e sempre um atleta pronto para chamar a atenção dos companheiros em quadra.

“É sempre difícil jogar em Canoas. A torcida apoia o time deles o tempo todo. O Canoas Vôlei não começou bem a Superliga, mas vem numa crescente e evoluiu bastante nos últimos jogos. Temos que entrar em quadra bem focados porque será um jogo equilibrado. Nossa equipe vem com alguns desfalques e isso fez com que o grupo se superasse, como fizemos na Copa Brasil. Temos todas as condições de fazer um bom jogo e conquistar essa vitória”, afirmou o levantador Sandro.

“É um jogo difícil, o adversário está em boa fase, mas nós temos que agredir o tempo inteiro e tentar impor o nosso ritmo de jogo”, declarou o técnico Alexandre Stanzioni.

Equipes:

Canoas Vôlei: Dennis, Thiago Barth, Quiroga, Alê, Gustavo, Evandro e Jeffe (líbero)
Técnico: Marcos Miranda

Brasil Kirin: Sandro, Baiano, Gustavão, Luizinho, Bravo, João Paulo Tavares e Pará (líbero)
Técnico: Alexandre Stanzioni

foto: Matheus Beck/ Canoas Vôlei

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro

(Paulista) Sesi-SP estreia contra a Climed/Atibaia nesta quarta-feira