Ações pontuais movimentam torcedor do Brasil Kirin

O Brasil Kirin, através da empresa de marketing esportivo ESM, preparou ações bem interessantes para a Superliga 2014/2015. Com a finalidade de envolver ainda mais o torcedor com o time de Campinas e o patrocinador foram criados: o “Passaporte Brasil Kirin” e o “Torcedor Sustentável”. Essa não é a primeira vez que a equipe paulista sai na frente de olho na valorização do público, da marca do clube e dos investidores do projeto.

O “Passaporte Brasil Kirin” levará um torcedor para viajar com o time durante a competição nacional. A pessoa que ganhar a promoção poderá viver a rotina dos jogadores em um jogo fora de casa. A participação será via site oficial do time, onde o torcedor irá criar seu passaporte virtual e preencher os “carimbos” através de códigos que serão divulgados a cada jogo no ginásio do Taquaral. Quem possuir mais carimbos no dia do sorteio (1º de fevereiro de 2015), ganha uma viagem com o elenco. Em caso de empate, haverá um sorteio entre os que possuírem mais códigos cadastrados.

Já a ação “Torcedor Sustentável” irá incentivar a reciclagem, além de trazer para o conhecimento do torcedor os produtos Brasil Kirin. Isso porque a participação será feita através da troca de embalagens vazias da marca juntamente com o tradicional quilo de alimento, por ingressos. Além de um quilo de alimento, o torcedor que levar para as bilheterias uma embalagem vazia de qualquer produto Brasil Kirin ganhará, além do ingresso, uma carteirinha que será preenchida com um carimbo por jogo em casa. Após o oitavo carimbo, que será conquistado sempre mediante a embalagem Brasil Kirin, essa carteirinha poderá ser trocada por um brinde exclusivo e ecológico da marca.

“É espetacular essa troca. Falo em troca porque ao mesmo tempo que o torcedor poderá ver e participar da nossa rotina e perceber o quanto ela é complexa, os jogadores também poderão ver de perto como nossa torcida é apaixonada. A pessoa irá abdicar de dois dias de sua vida normal para estar conosco e isso é impagável. É uma estrada de percepção dupla”, afirmou o coordenador técnico André Heller.

Vale destacar que desde o seu início, em 2010, o projeto ficou conhecido pela doação de alimentos. As entradas para jogos no ginásio do Taquaral sempre foram adquiridas através da troca por alimentos, o que já rendeu ao Banco de Alimentos de Campinas mais de 50 toneladas de alimentos.

foto: Gabriel Inamine

Comentários