(Mineiro) Com ginásio reformado, Minas encara Montes Claros

O Campeonato Mineiro prossegue nesta terça-feira, às 19h, quando o Minas Tênis Clube recebe o Montes Claros, na reformulada Arena JK. O tradicional ginásio do clube de Belo Horizonte foi modificado em várias partes e a partida marcará a estreia da equipe de voleibol nesta temporada. Com 10 pontos e ocupando a segunda colocação, os comandados de Nery Tambeiro buscam a liderança, enquanto o Pequi Atômico quer vencer para seguir na briga por uma posição melhor.

O Minas Tênis Clube chega para o confronto embalado por três vitórias nos três últimos jogos. No primeiro duelo entre os clubes, a equipe da capital venceu por 3 sets a 0, em pleno ginásio Tancredo Neves, porém ninguém imagina uma partida fácil, ainda mais que Montes Claros estará mais entrosado agora. 

“Será nosso primeiro jogo dentro de casa. Isto, por si só, já motiva bastante a equipe. Vamos jogar para os sócios, para os torcedores do Minas, que poderão ver nosso time pela primeira vez na Arena Minas Tênis Clube (...) Vai ser um jogo muito complicado. O Montes Claros perdeu para a UFJF e precisa da vitória para fugir do Sada/Cruzeiro na semifinal. Eles vêm com tudo para vencer. Vai ser um jogo difícil, já que temos alguns desfalques”, disse o treinador Nery Tambeiro, que relacionou o cubano Yadrian Escobar, que vem do vôlei de praia.

Pelo lado do Montes Claros, que vem de derrota para a UFJF e tem apenas dois pontos, o técnico Carlos Schwanke prepara uma equipe agressiva para jogar em Belo Horizonte. Disposto a ganhar o duelo, o comandante do Pequi Atômico quer ver seu time forte no ataque, já que aos poucos a equipe vem se entrosando e os jogadores começam a chegar a sua condição ideal. 

“O Minas foi a primeira equipe a começar os treinamentos para o Campeonato Mineiro. Eles têm uma equipe bem equilibrada, que está mostrando um bom volume de jogo. Estamos nos preparando para evoluir a cada jogo e eliminar os altos e baixos da equipe. Para esta partida, estamos focados no sistema ofensivo para entrarmos bem agressivos (...) O objetivo desde o princípio foi evitar a quarta colocação, pois assim evita o confronto com o Sada/Cruzeiro. Acredito que a equipe pode atingir este objetivo e, na semifinal, pleitear uma vaga na final”, afirmou o técnico Carlos Schwanke. 

foto: Minas Tênis Clube/Divulgação

Comentários