Canoas segue em busca de patrocinadores para fechar orçamento

Nas últimas semanas muito se perguntou sobre o futuro do Kappesberg/Canoas, já que vários atletas que estavam no elenco da temporada passada já acertam com outros clubes. Além disso, a equipe gaúcha ainda não anunciou nenhuma renovação e nem contratações, mesmo tendo sido confirmada na disputa do Estadual, com previsão para iniciar em setembro, e da Superliga 2014/2015, que deve começar em outubro.

A diretoria do Canoas Vôlei vem trabalhando nos bastidores para fechar o orçamento da temporada, inclusive acertando valores com apoiadores e patrocinadores, como no caso da empresa de Moveis Kappesberg, que está há dois anos com o projeto como incentivador máster. A boa notícia e que em nenhum momento foi cogitada a possibilidade do time fechar suas portas, já que existe grande aceitação da cidade (torcedores e prefeitura) e do La Salle (parceiro estrutural).

Quanto a elenco ainda não é oficial, mas o ponteiro Roberto Minuzzi, o central Gustavo e o líbero Jeffe, que participam também da gestão do time devem continuar por mais uma temporada em quadra. Quem também pode ficar é o oposto cubano Dennis, que já manifestou interesse de seguir no clube. Já o levantador Murilo Radke teria uma proposta do voleibol italiano e pode sair. 

Quem já deixou o clube foram o levantador Rafinha, que foi para o Voleisul/Paquetá Esportes; os centrais Giovanni, que acertou com o Bento Vôlei, e Salsa, que foi para Montes Claros; o oposto Luan, que vai atuar pelo Ziober/Maringá, além dos ponteiros Enrico e Bruno Temponi, que atuarão no voleibol italiano. Especula-se que dois jogadores estariam bem próximos de Canoas, casos do levantador Paulo Renan, que estava no Brasil Kirin, e do central Tiago Barth, que disputou a última Superliga pela Funvic/Taubaté.

No quesito especulação se fala muito que Marcelinho Ramos pode voltar a ser assistente-técnico e Marcos Miranda, que esteve a frente do RJX na temporada 2011/2012, assumiria como novo comandante do time gaúcho. O certo é que a diretoria do Canoas trabalha para não só para ter um time competitivo, mas para acertar com parceiros que possam ajudar na formação das categorias de base.

foto: Alexandre Arruda/CBV

Comentários