Marcelinho chega para passar experiência e ser líder no Sesi-SP

Aos 39 anos, o levantador Marcelinho mostra a cada temporada que pode fazer muito ainda pelos times que defende. Depois de quase quatro anos no Minas Tênis Clube, ele agora terá o desafio de manter o Sesi-SP entre as melhores equipes do país, além de ser o líder em quadra de um elenco recheado de estrelas e atletas que são constantemente chamados por Bernardinho para a Seleção Brasileira.

“É uma etapa nova e um time muito grande. Com isso, tenho uma responsabilidade do tamanho da instituição. Quando recebi o convite para jogar no Sesi-SP fiquei muito honrado, por ser uma equipe muito forte, onde mais da metade dos jogadores está na seleção. Além disso, encontrei uma estrutura fantástica, de nível muito alto mesmo. Estou muito motivado e espero corresponder às expectativas que colocaram em mim”, disse o novo levantador do Sesi-SP.

Além de Marcelinho, a equipe paulista terá outras caras novas, como o central Riad, o líbero Thales e os oposto Rafael Araujo e Théo. Para o técnico Marcos Pacheco, a chegada de um novo levantador titular significa uma mudança no estilo de jogo. A expectativa agora fica para ver esse time em quadra, o que deve ocorrer em meados de agosto na Copa São Paulo.

“O Sandro fez uma boa temporada conosco. Tivemos três atacantes entre os 10 melhores da última Superliga, e isso mostra como ele foi bem e dividiu bem a bola entre os protagonistas da equipe. O Marcelinho tem uma característica diferente do Sandro. Um aproveitamento muito bom nas bolas de meio, uma velocidade maior. Não estou falando em melhor ou pior jogador, mas é característica diferente, o que considero essencial para essa nova configuração que vejo para o time”, disse o técnico Marcos Pacheco.

foto: Fiesp/Divulgação

Comentários