(Liga Mundial) Brasil não joga bem e perde para o Irã pela primeira vez

Jogando no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, o Brasil não conseguiu repetir o resultado do primeiro jogo e acabou superado por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/21 e 25/22. Com o resultado, a equipe verde e amarela termina a terceira semana da Liga Mundial com apenas cinco pontos (duas vitórias e quatro derrotas). Entre os dias 13 e 15 de junho, os comandados de Bernardinho vão ao Irã enfrentar os donos da casa.

O confronto começou favorável ao Irã, que abriu 5 a 3 logo no início. Com ponto de bloqueio, o time visitante fez 8 a 5 no primeiro tempo técnico. No bloqueio de Sidão, o Brasil chegou ao empate. Os iranianos voltaram a abrir vantagem (14 a 11), e, com Lucarelli inspirado e pontuando bem, o time brasileiro voltou a encostar em 16 a 15. Em um jogo de muitas alternâncias, o Irã voltou a imprimir seu ritmo e fez 20 a 16. Contando com erros do Brasil, o adversário chegou a 22 a 17 e Bernardinho pediu tempo. No 24 a 18, o ponteiro Maurício se contundiu e foi substituído por Murilo. O Irã fechou o set em 25 a 18.

Os iranianos seguiram embalados e se mantiveram no comando do marcador também no começo do segundo set. O time adversário colocou três de vantagem em 16 a 13. A diferença no marcador se manteve e, quando o Irã vencia por 19 a 16, Lipe entrou no saque, mas o adversário não permitiu uma reação da equipe brasileira. A seleção iraniana seguiu superior e fechou em 25 a 21.

O oposto Wallace abriu o terceiro set para o Brasil e, com raça, a equipe da casa seguiu no comando do placar: 6 a 4. Wallace manteve a disposição no ataque e ajudou a seleção brasileira a seguir em vantagem (11 a 9). O Irã, então, conseguiu o ponto de empate em 14 a 14. E, no segundo tempo técnico, o time adversário esteve à frente: 16 a 15. No erro do Brasil, o Irã fez 18 a 15 e Bernardinho parou o jogo. A seleção brasileira, então, voltou a encostar no ataque de Sidão: 20 a 19. Mas o Irã dominou o jogo e fechou, desta vez, em 25 a 22.

“Há de se reconhecer o mérito do Irã e, por outro lado, o Brasil jogou muito abaixo. Não estamos conseguindo manter a consistência. Nossa defesa também está abaixo. Na verdade, nosso time está abaixo. Agora vamos trabalhar, assumir a responsabilidade e não tem muito o que fazer, além de trabalhar cada vez mais”, disse o técnico Bernardinho.

“Não dá para pedir paciência para os torcedores. Temos que mostrar para eles que estamos lutando. Não pode faltar luta. Está faltando confiança. Precisamos dela para recuperarmos nossa agressividade o tempo inteiro, que foi a marca dessa seleção. Tanto da geração passada quanto da atual. A gente vai conseguir isso no dia a dia, treinando cada vez mais”, declarou o levantador Bruninho.

Equipes:

Brasil: Rapha, Leandro Vissotto, Lucão, Sidão, Maurício Borges, Lucarelli e Mário Jr. (líbero)
entraram: Bruno, Wallace, Murilo e Lipe
Técnico: Bernardinho

Irã: Mahmoudi, Marouflakrani, Ghaemi, Mousavi, Mirzajanpour, Tashakori e Alizadeh (líbero)
entraram: Mahfavi, Ebadipour, Faezi
Técnico: Slobodan Kovac

foto: Alexandre Arruda/CBV

Comentários