São José dos Campos não vai apostar em medalhões na elite nacional

Campeão da Superliga B, o São José dos Campos garantiu o direito de disputar a elite nacional na temporada 2014/2015, desde que cumpra as exigências da Confederação Brasileira de Vôlei. Após a festa do título, a diretoria da equipe paulista se reuniu com o técnico Reinaldo Bacileiri para definir como será o planejamento, porém com a ideia de manter os ‘pés no chão’.

“O degrau tem que ser gradativo, como fizemos desde o começo. Graças a Deus, temos uma base boa. Com novos reforços, podemos fazer um bom trabalho. Temos que montar uma equipe que tenha condições de fazer uma boa representatividade de São José dos Campos. O acesso é o começo de uma nova era. Muda o investimento, muda a condição, mas temos que ir subindo a cada temporada. O basquete fez isso e chegou aonde chegou. Temos que nos espelhar em estruturas desse tipo, porque temos uma estrutura aqui dentro de casa. O vôlei vai fazer isso também”, declarou o supervisor do time, Fernando Basílio.

O técnico Reinaldo Bacilieri já adiantou que não vai buscar ‘medalhões’, ou seja, jogadores de renome e que tenham grandes salários. No primeiro momento, o objetivo é avaliar o elenco pensando nas primeiras competições, como o Campeonato Paulista, e na sequência ocorrerá a contratação pontual de reforços.

“Acho que temos que repensar num ciclo, como pensamos há quatro anos. Não faz parte de minha filosofia contratar medalhões, tomar um monte de porrada porque nego vem aqui pegar o dinheiro da população e não está nem aí para a cidade. Se tivermos que colocar aqui um super time, de uma hora para outra, temos que pensar muito bem. É importante manter a base sempre. Foi isso que fez a diferença para nós”, disse o treinador do São José dos Campos.

foto: Charles de Moura/PMSJC

Comentários