Sada/Contagem entra na justiça para cancelar final da Superliga B

O Sada/Contagem entrou com uma ação buscando anular a decisão do STJD do voleibol, que excluiu a equipe mineira da final da Superliga B, pela suposta escalação irregular de atletas. O clube conseguiu uma liminar na 7ª Vara Cível do Fórum Regional da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que suspende a final da competição, entre e São José dos Campos e Voleisul/Paquetá Esportes, que ocorre neste sábado, ‘as 21h30min, no ginásio COCTA. A CBV foi intimada na tarde de sexta-feira, mas ainda não se manifestou a respeito.

“Vamos defender o direito dos nossos meninos, que brilharam no torneio enfrentando equipes adultas. Em respeito a esses jovens que ganharam na quadra o direito de disputar uma final, decidimos esgotar até a última instancia. Os atletas entraram em quadra e o fizeram amparados por uma autorização da CBV, que é a própria instancia que estabeleceu o regulamento da competição. Iremos até onde o direito nos permitir chegar”, afirmou o presidente do Sada/Cruzeiro, Vittorio Medioli.

No julgamento ocorrido no dia 31 de março, o STJD decidiu pela impugnação da terceira partida da semifinal da Superliga B, a pedido do Voleisul/Paquetá Esportes, e tirou do time formado pelos atletas das categorias de base do Sada/Cruzeiro a chance de disputar a final do torneio. Além disso, segundo os mineiros, o time ainda foi prejudicado pela maneira como a ação foi julgada. 

“Houve um erro no procedimento. O correto para se questionar a escalação irregular de atletas não é a impugnação de partida, procedimento que foi utilizado pelo Voleisul/Paquetá Esportes. A ação deveria ter sido extinta sem julgamento. A segunda instancia do STJD ignorou o erro no procedimento e julgou o mérito da ação. Considerando que o processo já foi julgado direto pela segunda instancia, o que também é errado, decidimos interpor essa ação junto à justiça estadual”, explicou o advogado da equipe, Henrique Saliba.

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro

Comentários