Jogadores se mobilizam nas redes sociais contra ranking da CBV

Após as denúncias a respeito dos contratos de patrocínio junto a Confederação Brasileira de Voleibol, os jogadores não param um minuto de reivindicar ações imediatas para melhorar o esporte no país. Enquanto a entidade lança notas oficiais afirmando que vai apurar os fatos, os atletas tentam mexer com algumas situações que vem atrapalhando a modalidade.

Com a Superliga 2013/2014 chegando ao seu final, vários jogadores começaram a reclamaram do ranking da CBV, que visa ‘equilibrar’ a competição pontuando atletas e limitando os clubes quanto a contrações. Usando as redes sociais, principalmente o twitter, vários atletas se manifestaram nesta terça-feira usando: #naoaoranking, porém a ação não vai ficar só na internet e deve ser levada para a próxima reunião com o conselho de administração gestor da Superliga.

A ideia da CBV com o ranking era equilibrar as equipes participantes da Superliga, evitando a criação de ‘super times’, porém não existe como esconder que atualmente basta ter dinheiro para se montar um grande elenco. A forma como é feita a pontuação de cada atleta é um tanto obscura e, até mesmo, a obrigação de times menores em ter um número X de pontos gera certa controvérsia.

A questão do ranking é um dos pontos que os jogadores querem tentar mudar para a Superliga 2014/2015, porém o que se sabe no momento é que a CBV começa a abrir, de maneira lenta, uma conversa maior com atletas, treinadores e clubes. Resta saber se a entidade conseguirá dar exemplo a outros esportes e tratar de olhar mais para os verdadeiros donos do espetáculo.

foto: Divulgação

Comentários