(Mineiro) Sada/Cruzeiro derrota Vivo/Minas e fica com o tetra

Em partida bastante disputada no ginásio do Riacho, em Contagem, o Sada/Cruzeiro derrotou, de virada, o Vivo/Minas por 3 sets a 1, parciais de 17/21, 21/16, 21/17 e 21/17. A vitória confirmou o tetracampeonato estadual da equipe celeste, que já levantou por cinco vezes a taça do Campeonato Mineiro (2008, 2010, 2011, 2012 e 2013).

A partida iniciou equilibrada e no primeiro tempo técnico, o Vivo/Minas estava na frente com 7 a 6 no placar. Os visitantes seguiram na frente, com destaque para o bom saque, no segundo tempo técnico: 14 a 12. O Sada/Cruzeiro tinha dificuldades no passe e errando demais acabou derrotado por 21 a 17. No segundo set, os donos da casa começaram melhor e fizeram 7 a 5, com boa atuação do oposto Wallace. A vantagem aumentou para 14 a 10 e com boa distribuição do levantador William, o time celeste fez 21 a 16.

No terceiro set, o Sada/Cruzeiro começou arrasador e logo fez 5 a 1 para chegar a primeira parada técnica com 7 a 4 a favor. Os comandados de Marcelo Mendez estavam confiantes, enquanto o Vivo/Minas errava demais, principalmente na defesa, o que ajudou o adversário a fazer 17 a 10. O time de Belo Horizonte até reagiu, mas não o suficiente e no final, 21 a 17 para os donos da casa. No quarto set, mais equilíbrio, porém os atuais campeões mundiais nunca deixavam a frente do placar e comemoraram o título fazendo novamente 21 a 17.

“Estamos no fim do ano, depois de uma sequência muito grande de partidas e acho que isso apareceu um pouco no primeiro set, quando cometemos muitos erros. Nós forçamos um pouco o saque e ele não estava entrando. Mas a gente colocou a experiência da equipe em quadra, fomos maduros o suficiente para mudar o estilo de jogo, defender melhor e isso foi fundamental para a vitória. É muito bom poder dar mais essa alegria a nossa torcida, que veio cedo pra cá hoje e sempre nos apoiou muito”, disse o capitão William.

“É muito bom ver um trabalho de longo tempo sendo bem feito. Não dava para ser diferente, só títulos e grandes resultados. E para mim é uma honra ter acompanhado todos esses momentos do clube, desde o início, desde 2008, quando a gente ainda nem era favorito como somos hoje. Mas fazer parte dessa evolução, desse sonho de conquistar tantos títulos, é uma honra muito grande pra mim”, analisou o central Douglas Cordeiro, que esteve presente nas cinco conquistas.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: William, Wallace, Filipe, Leal, Éder, Isac e Serginho (líbero)
entraram: Alan e Lucas Salim
Técnico: Marcelo Mendez

Vivo/Minas: Marcelinho, Franco, Henrique, Marcelinho, Bjelica, Rapha, Piá e Lukinhas (líbero)
entraram: Evandro, Filip, Lucas Loh e Otávio
Técnico: Horácio Dileo

foto: Renato Araujo/Sada/Cruzeiro

Comentários