(Paulista) Sesi-SP vence Brasil Kirin/Campinas e abre vantagem na decisão

Na primeira partida das finais do Campeonato Paulista – divisão especial, o Sesi-SP venceu o Brasil Kirin/Campinas por 3 sets a 1, parciais de 21/18, 18/21, 21/16 e 21/15, no ginásio da Vila Leopoldina. Com o resultado, a equipe da capital precisa apenas de mais uma vitória na próxima quinta-feira, às 19h, no ginásio do Taquaral, para ficar com o título. Já o time do interior necessita vencer a partida e ainda ganhar o golden set.

Como não poderia deixar de ser, o jogo começou equilibrado, com os dois times trocando pontos e com o Sesi-SP chegando na frente na primeira parada técnica com 7 a 6. O duelo seguiu disputado ponto a ponto, sendo que o Brasil Kirin/Campinas apostava na força do oposto Rivaldo e os donos da casa tinham no bloqueio o seu forte para fazer 14 a 13 no segundo tempo obrigatório. Em bela jogada do central Sidão, o placar foi para 17 a 14 e com Lucão, em um contra-ataque, a equipe da capital fez 21 a 18.

No segundo set, as equipes seguiram trocando pontos, porém aproveitando melhor os contra-ataques, o Sesi-SP fez 7 a 4 na primeira parada técnica. Os visitantes conseguiram reagir e com destaque para o ponteiro João Paulo Bravo viraram o duelo para 12 a 11 e ainda alcançaram o segundo tempo obrigatório na frente: 14 a 11. Os donos da casa chegaram a diminuir a diferença: 17 a 15, mas no final, o Brasil Kirin/Campinas conseguiu fechar a parcial em 21 a 18, após bola para fora de Lucarelli.

Assim como os períodos anteriores, o terceiro set também começou equilibrado, mas desta vez com o Brasil Kirin/Campinas na frente no primeiro tempo técnico 7 a 6. Dois bons saques de Lucão colocaram o Sesi-SP na frente com 9 a 8 e com o bloqueio afiado, o Sesi-SP começou a abrir vantagem até chegar ao segundo tempo técnico com 14 a 11. Os visitantes conseguiram reagir e empataram o duelo em 15 a 15, porém a equipe vacilava no ataque, tanto que acabou perdendo por 21 a 16.

A derrota na parcial anterior mexeu com o Brasil Kirin/Campinas, que chegou a equilibrar o duelo no quarto set, mas logo sentiu a pressão do adversário. Com Lucão bem no bloqueio, o Sesi-SP abriu 10 a 7 e esse vantagem foi sendo administrada pela equipe da casa durante o período. Os visitantes erravam muito no ataque e através do oposto Evandro, os comandados de Marcos Pacheco fecharam em 21 a 15.

“Foi uma atuação muito boa, contra um adversário muito bom, mas o time jogou bem, foi competente para obter a vitória (...) Tirando uma hora no segundo set que a gente tomou alguns pontos seguidos, nosso ataque foi muito eficiente, nosso bloqueio foi eficiente, nossa recepção. Jogamos bem. Jogamos muito bem. Isso fez a diferença”, afirmou o técnico Marcos Pacheco.

“Sabíamos que seria um jogo assim, duro, equilibrado, onde os pequenos detalhes fariam a diferença. Temos totais condições de reverter essa situação. Vamos estudar durante a semana para trabalhar em cima do que erramos. Contaremos com um ginásio lotado para sair com um bom resultado”, disse o técnico Alexandre Rivetti. 

Equipes:

Sesi-SP: Sandro, Evandro, Sidão, Lucarelli, Ary, Lucão e Serginho (líbero)
entraram: Renan, Rogério, Thiaguinho, Mão e Lucianinho
Técnico: Marcos Pacheco

Brasil Kirin/Campinas: Rivaldo, Gustavão, Vini, Diogo, João Paulo Bravo, Rodriguinho e Alan (líbero)
entraram: Bergamo, Paulo Renan, Rodrigão e Mineiro
Técnico: Alexandre Rivetti

foto: Lucas Dantas/Fiesp

Comentários